Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Denis não quer decisão por pênaltis, mas garante estar se preparando

Jogo único, contra um time que empatou cinco vezes no Campeonato Paulista, segurou uma igualdade por 3 a 3 na fase de classificação e empata até no seu próprio saldo de gols (33 sofridos contra 33 marcados). Analisando os dados que antecedem a partida do São Paulo contra o Bragantino, neste sábado, às 18h30 (de Brasília), no Morumbi, as possibilidades de uma decisão por pênaltis aumentam consideravelmente.

Esperança do tricolor caso as penalidades sejam necessárias, o goleiro Denis, curiosamente, torce para que as partidas não sejam definidas nas penalidades. Mas já que essa possiblidade existe, o camisa 22 está se preparando para que possa ajudar o time nessa situação.

‘Tem o lado positivo e o negativo das decisões de pênalti para o goleiro. O positivo é a possibilidade de nos destacarmos, mas quando não pegamos nenhum e não ajudamos a equipe é muito frustrante’, afirmou o goleiro ao site oficial do Tricolor.Para que tenha mais chances de defender pelo menos uma cobrança e colocar o São Paulo em vantagem, o arqueiro estuda os principais batedores de todas as equipes. Entretanto, acredita que a sorte também é um fator que influencia no resultado.

‘Você tem a obrigação de conhecer o batedor, porque assim as chances de conseguir fazer uma defesa aumentam muito. Saber o jeito de correr, o de chutar, saber se é canhoto ou destro. Tudo isso faz a diferença e o goleiro deve estar munido dessas informações. Mas também há a possibilidade de o cara acertar o ângulo, aí não tem o que fazer’, comentou.

No São Paulo, Denis nunca participou de uma decisão de vaga em cobranças de pênaltis. Mas na única vez em que teve essa oportunidade, ainda na base, saiu vencedor.

‘Foi em um jogo contra o São Bernardo, aqui em São Paulo, quando jogava na base da Ponte Preta. Peguei um dos pênaltis e é uma sensação única poder ajudar a equipe tanto assim. Espero que, se for necessário, essa história se repita’, finalizou.