Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Del Nero fala sobre viagem aos EUA com a seleção: ‘Não há nada que me impeça’

Presidente da CBF diz estar avaliando se irá acompanhar a equipe durante amistosos

O presidente da CBF Marco Polo Del Nero foi contestado durante a convocação da seleção brasileira nesta quinta-feira sobre sua ausência na Copa América e no sorteio das Eliminatórias da Copa do Mundo. O dirigente negou que tenha evitado deixar o país com medo de ser preso (como ocorreu com seu antecessor José Maria Marin, acusado de estar envolvido nos escândalos de corrupção denunciados pelo FBI). Del Nero não disse se vai acompanhar o time nos amistosos nos Estados Unidos, em 5 e 8 de setembro.

Leia também:

Dunga convoca seleção com retornos de Kaká, Hulk e Lucas

CPI do Futebol vai convocar Ricardo Teixeira e Del Nero em outubro

EUA investigam Del Nero por contratos da CBF

“Estou analisando. Posso ir a qualquer lugar do mundo, não há nada que me impeça”, disse na sede da CBF, no Rio. Sobre a ausência no sorteio das Eliminatórias, em São Petesburgo, na Rússia, disse que foi representado por outro dirigente. “O Brasil estava presente e votou. Agora, diante dessa crise, tenho minhas prioridades.”

Del Nero também negou que Neymar tenha ficado fora da convocado por questões contratuais, apesar de estar com caxumba. “Evidentemente que não. Temos de convocar os melhores. Quem escolheu os melhores foi o treinador. Não foi a CBF ou qualquer contrato.”