Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Decretada prisão preventiva de lutador que agrediu a ex

Maurício Rossi atacou a jovem com socos e chutes depois de vê-la com outro

O lutador de MMA Maurício Cesar Pimentel Rossi teve a prisão decretada nesta segunda-feira por agredir a ex-namorada. Com base em investigações da 81ª DP (Itaipu), a 3ª Vara Criminal de Niterói aceitou a denúncia do Ministério Público.

Rossi responderá por tentativa de homicídio e não somente lesão corporal. Segundo o delegado Gabriel Ferrando, o caso é mais grave porque o agressor é um profissional das artes marciais e a vítima estava vulnerável, acuada e indefesa no momento do ataque.

O lutador, que detém títulos internacionais de MMA como o cinturão do Peru Fight Club, foi preso no dia 30 de outubro em Niterói, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A agressão, contudo, ocorreu no início daquele mês, em um posto de combustíveis de Piratininga, interior de São Paulo.

O crime – As câmeras do circuito interno do estabelecimento mostram a ex-namorada de Rossi chegando ao local acompanhada por outro homem, que fugiu ao ver o lutador. Rossi, então, deu um soco no rosto da jovem, que correu para dentro da loja de conveniência na tentativa de se proteger. Ele foi atrás, invadiu um escritório e continuou a bater nela. Até quando a ex-namorada caiu, ele seguiu desferindo chutes.

A mulher sofreu derrame nos olhos e ficou com hematomas. O empresário de Rossi confirmou a agressão, mas alega que o lutador flagrou uma traição da moça e reagiu sem a intenção de matá-la. De acordo com o delegado, o casal estava separada havia um ano e Rossi a ameaçava com frequência.