Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Deco e Nem preocupam o Fluminense com ameaças de lesões musculares

<p>A condição física do elenco do Fluminense continua sendo o principal problema a ser superado pelo técnico Abel Braga neste Brasileiro. Com um plantel repleto de jogadores experientes e cobiçados no futebol nacional, o comandante não consegue colocar força máxima em campo sem sofrer com as lesões enfrentadas por seus principais atletas. Dessa vez, as […]</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 22h45 - Publicado em 5 ago 2012, 19h03

A condição física do elenco do Fluminense continua sendo o principal problema a ser superado pelo técnico Abel Braga neste Brasileiro. Com um plantel repleto de jogadores experientes e cobiçados no futebol nacional, o comandante não consegue colocar força máxima em campo sem sofrer com as lesões enfrentadas por seus principais atletas. Dessa vez, as suas preocupações recaem sobre o meia Deco e o atacante Wellington Nem.

Aos nove minutos do segundo tempo, Deco caiu sozinho em campo e mobilizou o banco de reservas tricolor ao colocar a mão na parte posterior de sua coxa. O jogador foi substituído imediatamente por Wagner e já foi submetido a um tratamento com bolsa de gelo. Logo em seguida, Wellington Nem sentiu o mesmo problema ao dar uma arrancada e deixou o campo para a entrada de Marcos Júnior no time.

Desfalcado de dois dos seus principais jogadores ofensivos, Abel Braga viu seu time sofrer com a pressão do Coritiba nos minutos que se seguiram. No entanto, o treinador não atribuiu a apatia de sua equipe à saída da dupla e elogiou a atuação dos seus substitutos no duelo. ‘O time não ficou perdido de jeito nenhum. O Wagner entrou muito bem e participou dos gols. O Marcos Júnior também contribuiu para outro e aumentou a velocidade do time. Nós perdemos a genialidade do Deco, mas tivemos uma boa apresentação.’

Além de solucionar os problemas musculares que seus atletas apresentaram após a vitória por 2 a 0 contra o Coritiba, neste domingo, o departamento médico do Fluminense também precisará tomar um cuidado especial com o zagueiro Leandro Euzébio. O atleta sentiu um trauma no joelho logo no início do confronto, mas continuou em campo até o apito final. A expectativa é de que uma avaliação mais rigorosa possa mostrar as reais condições do defensor para a próxima rodada do Brasileiro.

‘Valeu todo o sacrifício. Meu joelho ainda está doendo, mas nós conquistamos um bom resultado depois que o Abel Braga pediu para a gente trabalhar mais a bola e dar menos espaços para o Coritiba’, analisou o zagueiro após o término do confronto. Caso não apresente qualquer lesão mais grave, o jogador deve estar em campo para medir forças com o São Paulo, na próxima quinta-feira, em São Januário.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade