Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Decidido, Marcos não chorou ao comunicar aposentadoria a dirigentes

Por Da Redação 5 jan 2012, 07h11

Quando chegou à Academia de Futebol na tarde desta quarta-feira, Marcos já sabia que sairia de lá horas depois como ex-atleta. Enquanto a torcida protestava contra diretoria e jogadores e o elenco treinava pela primeira vez em 2012, o ídolo anunciava sua decisão, sem titubear, a Roberto Frizzo e César Sampaio.

‘F…, Sampaio! Está doendo tudo, vou ter que parar’, falou o pentacampeão, que não derramou lágrimas ao colocar um ponto final em uma vitoriosa trajetória de 20 anos.

Marcos conversou com a família antes de anunciar a aposentadoria e a decisão já estava tomada alguns dias antes da reapresentação do grupo. Mesmo assim, ninguém no clube sabia qual seria a posição tomada pelo ex-camisa 12.

Pouco antes de César Sampaio fazer o anúncio em entrevista coletiva, o Palmeiras divulgou a relação dos 27 atletas do elenco para 2012 com o nome de Marcos seguido por um ponto de interrogação. A dúvida durou menos de uma hora e o grupo, então, conta com 26 opções.

O último jogo do ‘santo’ foi no dia 18 de setembro de 2011, em um empate por 1 a 1 com o Avaí, na Ressacada. Depois dessa partida, insistentes dores no joelho esquerdo o impediram de treinar normalmente e vetaram sua participação na reta final do Brasileirão.

Continua após a publicidade
Publicidade