Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

De volta, Renê e Pedrão comemoram Grêmio-SP ‘como nos velhos tempos’

Por Da Redação 12 out 2011, 16h36

A melhor fase da história do Grêmio-SP, como Barueri, quando conquistou o acesso para a elite do futebol paulista e nacional, tinha dois personagens marcantes e identificados com a camisa do clube: Renê e Pedrão.

No último sábado, ambos participaram da vitória por 2 a 1 sobre o Duque de Caxias com grande destaque. Debaixo das traves, substituindo Juninho, o goleiro reeditou as melhores atuações da carreira e não deixou os cariocas vencerem. Pedrão, maior artilheiro da história do clube, por sua vez, marcou aos 39 do segundo tempo o gol salvador, que deu a vitória ao clube da Grande São Paulo.

Com o resultado, o Grêmio-SP assumiu a 11colocação e não deixou brechas para que a ameaça do rebaixamento voltasse a dar as caras em Barueri. Outro motivo de festa foi a volta do time ao seu melhor momento, à sua fase de ouro.

‘Fiquei muito tempo longe desse time, mas a verdade é que eu me sinto bem jogando na Arena Barueri. O time tem que ficar aqui mesmo, quando mudou para Presidente Prudente perdeu muito do que havia conquistado aqui dentro. É uma felicidade poder estar aqui’, afirmou o goleiro Renê, que ficou um ano afastado do futebol por doping.

Pedrão, que marcou de pênalti, seguiu a linha de raciocínio do amigo: ‘Eu tenho consciência de que estava devendo ao torcedor desde que voltei para o Barueri, mas vou continuar me esforçando para ter oportunidades e marcar de novo’.

Para o duelo do próximo sábado às 16h20 (de Brasília), diante do Icasa, existe a expectativa de que o técnico René Simões volte a escalar Juninho no gol, mas lance mão de Pedrão no lugar de Léo Gamalho. Desfalque certo é o atacante Willian Henrique.

Continua após a publicidade

Publicidade