Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

De salvador da pátria a ‘grande campeão’, Luxa completa 1 ano no Fla

Rubro-Negro declarado, o técnico Vanderlei Luxemburgo completa, nesta quarta-feira, um ano à frente do time mais popular do Brasil. Depois de chegar desacreditado, Luxa conseguiu se firmar a ponto de ainda disputar o título do Brasileirão em 2011.

Na última temporada, Luxemburgo assumiu o Flamengo após a demissão de Silas, que assumiu o clube na 10posição com 21 pontos e, dez rodadas depois, foi dispensado com o Fla em 15e apenas uma vitória no período.

Recém-demitido do Atlético-MG, onde fazia campanha pífia, o atual técnico do Flamengo foi o primeiro e único nome consultado pela diretoria da equipe e Patrícia Amorim, que confiaram no projeto apresentado pelo treinador.

O objetivo daquela temporada foi cumprido à risca. A manutenção na elite não veio por méritos próprios, mas com uma derrota diante do Cruzeiro na penúltima rodada simultânea aos empates entre Atlético-GO e São Paulo e Vitória e Inter. O rebaixado na ocasião foi o time baiano.

Esta é a terceira passagem de Luxemburgo pelo Flamengo. Como jogador, ele defendeu as cores do time entre 1971 e 1978. Em 1991, foi contratado como técnico após a boa campanha pelo Bragantino, mas não convenceu no Brasileirão e acabou dispensado durante o estadual.

Contratado a peso de ouro em 1995 e, mesmo com a conquista da Taça Guanabara, o treinador não resistiu aos entreveros com Romário e, inexperiente, não conseguiu lidar com a situação, sendo dispensado após sete meses.

Entre 2010 e 2011, Vanderlei Luxemburgo disputou 67 partidas, tendo vencido 32, empatado 27 e perdido apenas nove, contabilizando cerca de 60,7% de aproveitamento.

Nesse período, Luxa viveu uma série de episódios memoráveis, como a salvação do rebaixamento em 2010, a conquista do Campeonato Carioca de forma invicta em 2011, a liderança do Brasileirão e o posterior jejum de dez partidas também em 2011, recheado pela polêmica do ‘pum’ e pelos desentendimentos com a cúpula flamenguista, principalmente no ‘Caso Adriano’, que acabou não sendo contratado em virtude do pedido de Luxa.

Isso sem contar a vitória sobre o Santos por 5 a 4 na Vila Belmiro e o churrasco promovido em sua ‘laje de luxo’ para comemorar as duas vitórias seguidas, sobre América-MG e São Paulo, que fizeram o Flamengo chegar aos 44 pontos e voltar à briga pelo título nacional.

Dentro do elenco, Luxemburgo é unanimidade. Segundo o lateral Junior César, é um prazer trabalhar com ele: ‘Ele é um grande campeão, um cara profissional, correto e verdadeiro. Tem o respeito de todo o grupo’. Já de acordo com Renato Abreu, é necessário que Luxa siga após o fim do contrato: ‘É o técnico que o Flamengo precisava. Espero que ele possa ficar aqui para nos dar mais vitórias’.