Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

De roupa nova e no embalo da torcida, Lusa bate Goiás e amplia folga na ponta

Mesmo sem a lotação máxima do Canindé, os jogadores da Portuguesa tiveram uma boa presença de público na noite desta terça-feira e, no embalo da festa, venceram o Goiás por 3 a 0, com gols de Rogério, Henrique e Marcelo Cordeiro. Outra novidade foi a estreia do novo terceiro uniforme da equipe, de cor grená.

Com o resultado, a Lusa chega aos 53 pontos conquistados, abrindo seis pontos de vantagem para o vice-líder Náutico. Já os esmeraldinos ficam em situação complicada no torneio, com os mesmo 30 pontos do Vila Nova e fora da zona rebaixamento apenas no número de vitórias (9 a 8).

Na próxima rodada, a Lusa tenta manter a folga na ponta da competição contra o São Caetano, fora de casa, enquanto os goianos visitam o Boa Esporte, uma das surpresas do torneio.

O Jogo – A partida começou quente no Canindé, com os donos da casa querendo mostrar uma resposta ao bom público presente. Logo aos três minutos, Cleiton aproveitou cobrança de escanteio de Marcelo Cordeiro e cabeceou firme, mas parou em ótima defesa de Harlei, mostrando muito reflexo.

Aos 11, Douglas bateu firme e Weverton fez boa defesa. Aos 14, dois lances de muito perigo, um para cada lado. Primeiro Luis Ricardo desceu pela direita e acertou o travessão esmeraldino. Logo na sequência, Felipe Amorim invadiu a área lusitana e tocou na saída do goleiro, mas mandou para fora.Dez minutos depois Iarley recebeu no comando de ataque e chutou rasteiro, mas também mandou para fora. Mas a pressão dos donos da casa começou a surtir efeito após os sustos do time visitante.

Aos 41, Luis Ricardo quase fez um golaço ao passar por toda a defesa e limpar o goleiro, mas não conseguiu chutar. Cinco minutos depois, Cleiton fez bela jogada e cruzou, Harlei afastou e Ananias pegou o rebote. O atacante tentou novo cruzamento, mas a zaga colocou para escanteio.

Mas foi nesse tiro de canto que a Lusa conseguiu ir para os vestiários em vantagem. Marcelo Cordeiro bateu fechado mais uma vez e Edno cabeceou no travessão. No rebote, Matheus ganhou pelo alto e Rogério, com o gol vazio, só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Na segunda etapa, o ritmo frenético dos 45 minutos iniciais caiu, com os paulista procurando administrar a vantagem conquistada e os visitantes, aparentemente cansados, sem mostrar forças para buscar uma reação.

A partir dos 30, porém, a Lusa resolveu decidir a sua situação. Primeiro Henrique, após boa jogada pela direita chutou mascado e viu a bola entrar no gol de forma chorada, dando um alívio para os presentes.

Para fechar a conta, Marcelo Cordeiro aproveitou rebote do goleiro Harlei, que não segurou chute de Junior Timbó, limpou o arqueiro e tocou para o gol vazio.