Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

De la Rosa está focado no seu retorno à F-1 com a HRT

O piloto Pedro de la Rosa diz que não está de volta à Fórmula 1 apenas para fazer número. O espanhol está ansioso para mostrar que ele ainda pode ser competitivo. De la Rosa garantiu um contrato de dois anos com a equipe HRT (Hispania Racing Team) em tempo integral para as corridas, depois de passar na última temporada como piloto reserva da McLaren.

O espanhol de 40 anos que fez sua estreia no Grand Prix em 1999 com a equipe Arrows, diz que não está pensando na vida além de seu negócio com a HRT. Ainda insistiu que vai dar tudo de si para obter bons resultados, quando retornar às corrida neste ano.

‘Estou 100% focado em competir, me preparar fisicamente e ser rápido novamente. O que é muito claro para mim é que eu não sei fazer outra coisa do que ser um piloto. É óbvio que se um dia eu acordar de manhã e não sentir a motivação, então eu provavelmente irei fazer outra coisa, mas sempre dentro do mundo do automobilismo porque é minha paixão’, comentou.

O espanhol é o único piloto confirmado até agora no HRT e ele admite que quer um companheiro de equipe que esteja pronto para empurrar e ajudar a escuderia espanhola nesta temporada.

‘Os nomes que eu ouvi, eu tenho um grande respeito por eles. Eu não tenho problemas com nenhum. Eu sei que eles são pilotos rápidos, mas isso não é a única coisa importante, quero que eles pensem sobre a equipe e como ajudar.’

A HRT busca um segundo piloto que tenha patrocínio forte, já que estão com problemas financeiros. O selecionado terá que pagar seis milhões de euros para garantir o último lugar disponível no grid de 2012. O holandês Giedo van der Garde é uma grande possibilidade para ser o companheiro de equipe de Pedro.

De la Rosa fará sua estréia com a HRT no primeiro teste em Jerez de La Frontera, no dia 7 de fevereiro, quando ele dirigirá o carro da temporada de 2011 da escuderia.