Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Daniel Carvalho recua e desassocia excesso de peso de injeções do CSKA

Daniel Carvalho revelou à Rádio Estadão/ESPN que ingeriu anabolizantes quando estava no CSKA: ‘Eu não me arrependo de nada’. Destas declarações polêmicas, contudo, o jogador do Palmeiras se arrependeu. Nesta segunda-feira, ele recuou e desmentiu que o seu excesso de peso esteja relacionado à prática para adquirir massa muscular no clube russo.

‘Gostaria, em primeiro lugar, de deixar claro que não fui obrigado a tomar nada na época em que joguei no CSKA. Eu tomava os mesmos suplementos alimentares que os demais atletas tomavam normalmente. Ninguém era obrigado a nada. Com relação às injeções, quando soube que a substância ia direto para coração, parei de tomar’, ressalvou, em comunicado afixado na sala de imprensa da Academia de Futebol.

‘Não sei se era anabolizante. Não tenho conhecimento médico para isso. Se era, trata-se de quase dez anos atrás e está superado. Se não era, peço desculpas aos russos pelas palavras mal-colocadas’, completou Daniel Carvalho.

O tom apaziguador foi o mesmo utilizado pela comissão técnica do Palmeiras. Negando que Daniel Carvalho esteja muito fora de forma, o fisiologista Paulo Zogaib minimizou as revelações que o meia fez. ‘Não tem cabimento uma coisa de dez anos atrás interferir agora. Não tem nada a ver’, garantiu.

Zogaib também se esquivou da polêmica sobre os anabolizantes. De acordo com Daniel Carvalho, a inexistência de um controle antidoping na Rússia facilitava a prática ilegal. ‘Não tenho a menor ideia sobre as substâncias que ele tomou. Nem ele sabe. O Daniel chegou jovem ao CSKA e tomava essas injeções por ser magrinho. Ele precisava ganhar mais massa muscular. Alguém falou que isso poderia fazer mal para o coração, e ele parou. Só houve a suposição de ser anabolizante por causa do ganho de peso nesse processo, na época’, comentou.

Desde a sua passagem pelo CSKA, Daniel Carvalho tem dificuldades para se manter em forma. O jogador revelado pelo Internacional ainda atuou por Al Arabi, do Catar, retornou ao clube gaúcho e defendia o Atlético-MG desde 2010. No domingo, estreou como titular do Palmeiras no empate por 1 a 1 com o Catanduvense.