Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Daniel Alves pede que clube espanhol devolva emprego a jovem que atirou banana

Jogador também admitiu a possibilidade de deixar o Barcelona após a Copa

O lateral direito Daniel Alves pediu que o Villarreal devolva o emprego ao jovem David Campayo Leo, que atirou uma banana na direção do brasileiro durante o jogo entre Villarreal e Barcelona, no último dia 27 de abril. Funcionário do Villarreal, Campayo foi demitido pelo clube após o ato e impedido de frequentar o estádio El Madrigal pelo resto da vida. “Minha única preocupação é que o menino perdeu o emprego, e isso eu não queria. Não queria causar dano a ninguém, ele fez uma brincadeira e as pessoas fizeram uma revolução por isso. Peço que devolvam seu trabalho”, afirmou Daniel Alves em entrevista à rádio Rac1.

Leia também:

Em VEJA desta semana: Como Daniel Alves derrotou o racismo

Torcedor que atirou banana em Daniel Alves é solto

‘Daniel Alves não vai repetir gesto’, afirma o pai do lateral

‘Não há racismo no futebol’, diz técnico da seleção espanhola

Segundo o jogador, que recebeu enorme apoio popular nas redes sociais por ter comido a banana atirada contra ele, Campayo não sabia exatamente o que estava fazendo. “Não é uma coisa que aconteceu agora. Não quero generalizar, não disse que a Espanha é racista. Digo que na Espanha há racismo. Estou há onze anos aqui, e há onze anos é a mesma coisa: as pessoas me chamam de macaco”, afirmou. Depois que o jovem de 26 anos foi apreendido pela polícia espanhola, alguns habitantes de Villarreal saíram às ruas para protestar contra o ‘linchamento’ de David e os moradores da cidade, que estaria sendo praticado por alguns meios de comunicação. Se condenado, David Campayo Leo pode ser obrigado a cumprir de um a três anos de prisão.

Despedida – Daniel Alves pode estar de saída do Barcelona. Dias após os jornais da Espanha divulgarem uma lista de dispensas do Barça, o brasileiro comentou: “Como podem esquecer que estes jogadores realizaram o máximo no futebol? Isso me tira a vontade. Por isto há muitas dúvidas de minha continuidade aqui”, afirmou em entrevista à mesma rádio. Sondado pelo PSG, Daniel Alves admite a possibilidade de deixar o clube após seis anos. “Se as pessoas não me aguentam como sou, irei para outro lado. Doa a quem doer. Preciso de energia, preciso estar contente e feliz”, completou. Daniel Alves é o segundo jogador estrangeiro que mais atuou com a camisa do Barcelona – atrás apenas do astro argentino Lionel Messi. Ele conquistou 16 títulos em seis anos como titular da lateral direita.

(Com agências Gazeta Press e AFP)