Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Da Lupa coloca culpa de confusão no Canindé em seguranças do Verdão

A Portuguesa tomou a iniciativa de investigar a confusão entre representantes de sua torcida e seguranças do Palmeiras, registrada no sábado à noite após o confronto do Verdão contra o Figueirense, no estádio do Canindé, pelo Campeonato Brasileiro. O presidente da Lusa, Manuel da Lupa, foi claro: a culpa do incidente foi dos funcionários do Verdão.

‘Nós fizemos uma análise das imagens, até falei isso ao presidente do Palmeiras hoje (terça-feira), e vimos que a culpa foi dos seguranças do Palmeiras, eles provocaram a nossa torcida, menosprezaram o nosso clube’, afirmou o dirigente durante encontro em um seminário de gestão de negócios na área esportiva.

O problema ocorreu em virtude da volta da torcida da Portuguesa de ônibus do jogo contra o Americana, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Os fãs da Lusa marcaram o ponto final da viagem justamente para o Canindé, local que recebia a partida do rival paulistano.

Da parte do Palmeiras, a versão é contrária. O gerente administrativo Sérgio do Prado acusou a torcida da Portuguesa de provocar os funcionários do Verdão.

Em função da confusão, o Palmeiras decidiu modificar o local do jogo contra o Coritiba, no dia 6 de novembro, que seria no Canindé. A partida será disputada, agora, na Arena Barueri.