Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Cruzeiro perde em casa para Ponte Preta no Brasileirão

<p>Por Marcelo Portela Belo Horizonte – Após esboçar uma reação depois de um início extremamente irregular no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro voltou a decepcionar a sua torcida neste domingo ao perder em casa para a Ponte Preta por 2 a 1. A partida no estádio Independência, em Belo Horizonte, válida pela 14.ª rodada da competição, […]</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 22h44 - Publicado em 5 ago 2012, 20h59

Por Marcelo Portela

Belo Horizonte – Após esboçar uma reação depois de um início extremamente irregular no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro voltou a decepcionar a sua torcida neste domingo ao perder em casa para a Ponte Preta por 2 a 1. A partida no estádio Independência, em Belo Horizonte, válida pela 14.ª rodada da competição, frustrou a torcida celeste, que perdeu a chance de conquistar uma vaga no G-4. Já a equipe de Campinas festejou a subida para a 9.ª posição.

Após três derrotas e um empate em quatro jogos, a Ponte Preta espantou a má fase e chegou aos 19 pontos. Já o Cruzeiro, com os mesmos 23 pontos, caiu para a oitava posição e tem a árdua missão de superar o Santos, na Vila Belmiro, na próxima quarta-feira. No dia seguinte, a Ponte Preta recebe o Grêmio, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Disposta a reconquistar uma vaga no G-4, o Cruzeiro tentou impor o mando de campo e abriu o jogo pressionando os visitantes. O lateral-esquerdo Diego Renan e o meia Montillo conseguiram ótimas jogadas e deram trabalho aos adversários, mas a torcida celeste ficou frustrada com a falta de finalizações por parte dos anfitriões.

Do lado da Ponte Preta, a estratégia era fechar a defesa para não deixar nenhuma brecha para o avanço do time celeste e, se possível, aproveitar os contra-ataques. E a tática funcionou. Aos 16 minutos, Rildo recuperou a bola no meio e tocou em velocidade para Marcinho, que deu um presentão para Cicinho. O atacante precisou apenas tocar na direita para escapar da saída do goleiro Fábio.

Com a pressão da torcida, o Cruzeiro, perdendo em casa, aumentou ainda mais a pressão e os jogadores celestes pareceram se desdobrar em campo. Ceará, que vem fazendo ótimas atuações no campeonato, tentou por pilha nos colegas para incentivar a reação. O jovem Wallyson, que havia caído para a reserva por causa de uma sequência de deslizes após boa estreia na equipe celeste. Mas foi o ídolo Montillo que, em excelente jogada, deixou Borges livre para empatar.

O Cruzeiro voltou com ainda mais gana e manteve a pressão mostrada no início da partida. Mas o nervosismo pesou contra os mineiros, que, apesar de jogarem em casa, encontraram dificuldade de superar a defesa adversária.

Ao perceber a falta de organização dos anfitriões, a equipe de Campinas aproveitou e logo aos dois minutos Marcinho se redimiu do gol feito que perdeu na primeira etapa. O meia cobrou bela falta e a bola enganou o arqueiro celeste, que viu os visitantes passarem à frente mais uma vez.

Continua após a publicidade

Atrás no placar, o Cruzeiro bem que tentou e até conseguiu fazer boas jogadas, mas o goleiro Roberto fechou o gol da Ponte Preta. “Claro que sabíamos que ia ter pressão, mas conseguimos controlar. Conseguimos neutralizar a ofensiva do time (celeste), tivemos grandes contra-ataques e tivemos uma vitória espetacular”, afirmou o técnico Gilson Kleina.

Continua após a publicidade

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 2 PONTE PRETA

CRUZEIRO – Fábio; Ceará (Souza), Léo, Victorino e Diego Renan; Leandro Guerreiro, Charles, Tinga (Marcelo Oliveira) e Montillo; Wallyson (Wellington Paulista) e Borges. Técnico: Celso Roth.

PONTE PRETA – Roberto; Gerônimo, Gustavo Lazaretti, Tiago Alves e Uendel; Baraka, Somália (Renê Júnior), Cicinho e Marcinho (Caio); Rildo (Diego Sacoman) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

GOLS – Cicinho, aos 16, e Borges, aos 46 minutos do primeiro tempo; Marcinho, aos 2 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Ceará, Léo, Leandro Guerreiro e Wellington Paulista (Cruzeiro); Tiago Alves, Roberto, Rildo e Roger (Ponte Preta).

ÁRBITRO – Edivaldo Elias da Silva (PR).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade