Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cruzeiro faz mistério e não revela esquema para jogo contra o Sport

O técnico Celso Roth ainda não definiu a formação do Cruzeiro para o jogo de domingo, contra o Sport, no estádio Melão, em Varginha. No segundo tempo da partida contra o Botafogo, o treinador deixou o time celeste bastante ofensivo com as entradas de Anselmo Ramon e Fabinho, que fez a estreia com a camisa da Raposa. Roth, no entanto, não quis confirmar se vai manter a equipe com mais de um atacante.

‘Tudo na vida e, consequentemente, no futebol é assim. A gente vai dando a oportunidade e o jogador vai ganhando espaço. Isso que posso dizer por enquanto’, afirmou Roth, que não escondeu que ficou satisfeito com o segundo tempo do jogo contra o Botafogo, e afirmou que quer o time desta forma nas próximas partidas pelo Brasileiro.

‘O Cruzeiro tem muita força e não vamos subestimar o Cruzeiro, que vem de um momento de desequilíbrio, mas é um time forte e tem muita tradição. O torcedor quer, no mínimo, isso do Cruzeiro. O Cruzeiro foi feliz e conseguiu virar um jogo importante, que nos colocou em uma boa posição na tabela, mas nós queremos muito mais que isso. Diante do Sport será outro jogo complicado’, declarou.

Questionado sobre as reclamações de Montillo, que deixou claro que prefere atuar como armador, e não como atacante, Roth afirmou que falta profundidade para o argentino, e apesar de não admitir pode usar o velocista Fabinho ao lado de Wellington Paulista contra o Sport, recuando Montillo para sua posição de origem.

‘O Montillo tem qualidade, mas não profundidade. Não te dá essa condição de lado de campo. O Fabinho veio para isso, chegou há uma semana e já foi bem. O torcedor tem que ter calma, foram só 45 minutos. Ele vai ter de manter isso, para melhor. Tendo a cabeça e a concentração no Cruzeiro e fazendo o que se propôs, que é vencer, as coisas vão acontecer’, finalizou.