Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cruzeiro encara o Atlético-PR em jogo que vale o semestre

O Cruzeiro terá 90 minutos nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), para provar para o torcedor que comparecer à Arena do Jacaré, que o primeiro semestre do clube não foi totalmente perdido. A Raposa vai enfrentar o Atlético Paranaense e precisa vencer por dois gols de diferença se quiser se manter viva na Copa do Brasil, única competição com chances de título, após a eliminação do Estadual.

No jogo de ida, realizado na Vila Capanema, o Furacão levou a melhor vencendo por 1 a 0. Se o time mineiro devolver o resultado a decisão da vaga será nos pênaltis. O vencedor do confronto entre mineiros e paranaenses terá pela frente nas quartas de final da Copa do Brasil, Palmeiras ou Paraná, sendo que o Verdão venceu o primeiro jogo fora de casa por 2 a 1.

Apesar da necessidade da vitória, o técnico Vágner Mancini quer o Cruzeiro reduzindo os espaços, e não saindo de forma atabalhoada para o campo de ataque. A ideia do comandante cruzeirense é neutralizar as armas do Furacão é não sofrer gols atuando em casa, o que é critério desempate na competição nacional.

‘Eu tenho visto o Cruzeiro dando muito espaço e muitas chances para os adversários. O Atlético-PR joga com dois homens abertos, um atacante dentro da área, então temos que tentar arrumar os setores da equipe. No começo vamos fracionando defesa, ataque, meio-campo e durante o jogo, vamos ter todo o conjunto bem afinado’, declarou.

Para esse confronto, Vágner Mancini mais uma vez não poderá contar com o armador Montillo, que sente dores musculares na panturrilha e será substituído pelo recém-contratado Souza, que terá a missão de armar as jogadas com Roger. O zagueiro Victorino é outra baixa de ordem médica, com isso, Alex Silva, que foi titular no jogo de ida, continua na equipe titular.

Com a vitória conquistada em Curitiba, o Furacão ganhou a vantagem de poder empatar e sair de Minas Gerais com a vaga, mas o placar magro na Vila Capanema não dá margem para muitos erros. Além de segurar a Raposa, a missão do Rubro-Negro durante os 90 minutos é tentar balançar as redes para, no mínimo, receber o benefício do gol marcado fora de casa.

Outro desafio será tirar o foco na decisão do Campeonato Paranaense, que começou no último final de semana com empate diante do rival Coritiba. O jogo mobilizada a cidade e as atenções. Nesta quarta-feira, no entanto, as atenções dêem estar voltadas para disputa que pode levar o Atlético Paranaense novamente à Copa Libertadores da América ao final da competição.

O técnico uruguaio Juan Carrasco, como de costume, vai mexer na equipe. Pelo o que se viu nos treinamentos do início da semana, somente a defesa não terá modificações. No gol, Rodolfo, que volta de lesão, deve reassumir seu posto no lugar de Vinícius. O meio-campo terá o desfalque de Paulo Baier, poupado pelo treinador, que optou por Zezinho. Mais a frente, Ligüera atuará como um terceiro atacante ao lado de Patrick e Guerrón.

As mudanças, segundo o treinador, não mudarão o estilo de jogo, embora fique claro uma maior preocupação com a marcação no meio-campo. ‘Podemos trocar jogadores, mas a filosofia de jogo é sempre a mesma. Gostamos de jogar para frente, mas sem descuidar atrás. Os jogadores estão acostumados a jogar assim. Estamos conscientes de que se fizermos um gol, eles terão que fazer três. Jogaremos como se a primeira partida fosse zero a zero’, concluiu.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO X ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)

Data: 09 de maio de 2012 (quarta-feira)

Horário: 21h50 (horário de Brasília)

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Marrubson Melo Freitas (DF)

CRUZEIRO: Fábio; Diego Renan, Léo, Alex Silva e Everton; Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira (Charles), Souza e Roger; Anselmo Ramon e Wellington Paulista

Técnico: Vágner Mancini

ATLÉTICO-PR: Rodolfo, Pablo, Manoel, Bruno Costa e Héracles; Renan Teixeira, Deivid e Zezinho; Martin Ligüera, Guerrón e Patrick

Técnico: Juan Carrasco