Clique e assine a partir de 9,90/mês

Cruzeiro demite Paulo Bento e abre porta para Mano Menezes

Treinador português deixou o penúltimo colocado do Brasileirão, após dois meses de trabalho. Querido pela torcida, Mano é o favorito a assumir o cargo

Por Da redação - 25 jul 2016, 13h45

O Cruzeiro anunciou nesta segunda-feira a demissão do técnico português Paulo Bento, um dia depois da derrota por 2 a 1 para o Sport, que deixou a equipe mineira na penúltima posição do Campeonato Brasileiro. Contratado em maio, Bento acumulou seis vitórias, três empates e oito derrotas em 17 jogos. O favorito a assumir o cargo é Mano Menezes, recentemente demitido do futebol chinês

“Paulo Bento não é mais o treinador do Cruzeiro. A decisão sobre a saída do profissional foi tomada em uma reunião agora cedo pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares. Com Paulo Bento deixam também o clube os quatro profissionais que fazem parte da comissão técnica do treinador”, informou o clube, por meio de nota oficial.

Mano Menezes: ‘Recebi em sete meses na China o que receberia em seis anos’

“O Cruzeiro vai estudar agora o nome de um substituto para a função”, completa o clube. Mano Menezes, que no ano passado dirigiu o clube na reta final do Brasileirão, é o principal candidato. Já na partida deste domingo, no Mineirão, torcedores cruzeirenses entoaram o nome do treinador, que foi demitido pelo Shandong Luneng no mês passado.

Continua após a publicidade

No ano passado, Mano Menezes conquistou oito vitórias, seis empates e uma derrota durante sua passagem pelo Cruzeiro, além de uma invencibilidade de 13 jogos no Brasileiro, recorde do clube na história da competição. Recentemente, o treinador gaúcho recusou uma proposta do Internacional.

Publicidade