Clique e assine com até 92% de desconto

Cruzeiro demite o técnico Rogério Ceni após 8 jogos

O treinador não resistiu aos maus resultados e à crise interna no vestiário do clube mineiro

Por Da Redação Atualizado em 26 set 2019, 18h38 - Publicado em 26 set 2019, 18h24

O Cruzeiro anunciou a demissão do técnico Rogério Ceni nesta quinta-feira, 26, após somente oito jogos à frente do time. O ex-goleiro não conseguiu melhorar o rendimento da equipe mineira, que luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro e perdeu quatro dos últimos cinco jogos que disputou. Ceni também enfrentou problemas de relacionamento no vestiário.

Tabela completa de jogos do Campeonato Brasileiro 2019

“A decisão foi tomada nesta quinta-feira e o treinador foi comunicado em reunião realizada com o vice-presidente de futebol Itair Machado, na Toca da Raposa 2, assim que a delegação chegou da cidade de Fortaleza. Rogério Ceni deixa o Clube acompanhado de seus auxiliares Danilo Augusto da Silva, Charles Herbert e Nelson Simões Júnior”, informou o clube, em nota.

  • Ceni entrou em atrito público com o meia Thiago Neves, que criticou o treinador por mudar a escalação do time às vésperas do confronto contra o Internacional, pela semifinal da Copa do Brasil, quando a equipe perdeu por 3 a 0 e foi eliminada.

    “Mudar dois, três jogadores fora de casa é muita coisa, ainda mais em um time que vem formado. O pior de tudo é avisar na preleção, nem sequer treinamos com essa formação. São erros que não podemos cometer em partidas como essa”, esbravejou, em entrevista à Rádio Itatiaia. A declaração irritou Rogério, que colocou o meia entre os reservas em algumas partidas.

  • Antes de assumir o Cruzeiro, Rogério Ceni treinava o Fortaleza, onde se tornou ídolo depois de conquistar a Série B do Brasileirão em 2018, Campeonato Cearense e Copa do Nordeste em 2019. O técnico, então, deixou o clube para comandar o Cruzeiro em apenas oito jogos, com duas vitórias, dois empates e quatro derrotas.

    Continua após a publicidade
    Publicidade