Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cruzeiro cede empate e tem sua classificação ameaçada

Equipe mineira abre 2 a 0 contra o Defensor em Belo Horizonte, mas sofre o empate aos 48 minutos do segundo tempo e se complica na Copa Libertadores

O Cruzeiro decepcionou a sua torcida e saiu do Mineirão sob vaias na noite desta quinta-feira, após ceder o empate por 2 a 2 com o Defensor, em rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores. O atual campeão brasileiro chegou a abrir 2 a 0 no placar, mas sofreu a igualdade aos 48 minutos do segundo tempo, irritando seus torcedores. Everton Ribeiro e Júlio Baptista marcaram para o Cruzeir; Gedoz e Zeballos fizeram os gols uruguaios.

Leia também:

Atlético-PR vence por 3 a 0 e lidera o Grupo 1

Flamengo perde para o Bolívar e se complica

O novo tropeço no torneio continental deixou a equipe mineira em situação muito complicada na chave. Com apenas uma vitória em quatro jogos, o Cruzeiro aparece em terceiro lugar no Grupo, com 4 pontos. O Universidad do Chile lidera com 9 pontos, seguida pelo Defensor, com 7. Real Garcilaso ocupa a lanterna, com 3 pontos. Agora, o Cruzeiro só voltará a jogar pela Libertadores em 3 de abril, em Santiago, contra o Universidad de Chile, pela penúltima rodada.

O jogo – Precisando vencer, o Cruzeiro começou o jogo no ataque, empurrado por 40 mil torcedores no Mineirão. Pressionado, o Defensor tentava frear o ímpeto do time da casa com faltas, deixando o clima da partida quente. A crescente tensão entre brasileiros e uruguaios culminou em uma troca de empurrões que rendeu uma expulsão para cada lado: Nilton, do Cruzeiro, e Malvino, do Defensor. Logo depois, Everton Ribeiro cobrou uma falta com perfeição, no ângulo, e abriu o placar.

Na volta do intervalo, a equipe mineira não abandonou o ataque e ampliou com outro belo gol: Júlio Baptista cortou o marcador e chutou colocado. Antes que o Cruzeiro pudesse respirar aliviado, o Defensor diminuiu a vantagem. O atacante Felipe Gedoz invadiu a área e chutou forte, quase em cima de Fábio, que aceitou. Apesar do gol, o time brasileiro continuou controlando o jogo, mas não conseguiu ampliar. O castigo veio no último lance da partida: Arrascaeta deu um lindo passe para Luna, que chutou para a defesa de Fábio. No rebote, Zeballos encheu o pé e a bola ainda bateu caprichosamente no travessão antes de entrar.

(Com Estadão Conteúdo)