Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cruzeirense Emerson Ávila rebate gritos de ‘time sem vergonha’

Os cruzeirenses que foram à Vila Belmiro neste sábado, quando a equipe mineira perdeu por 2 a 1 para o Santos, protestaram após a partida. O técnico Emerson Ávila, que ouvia gritos de ‘time sem vergonha’ enquanto concedia entrevista coletiva, aprovou a postura de seus jogadores e discordou da ira vinda das arquibancadas.

‘Essa pressão toda da torcida, não acredito que seja justa. A equipe buscou o resultado, os jogadores não podem ser cobrados por falta de empenho e dedicação no jogo de hoje (sábado)’, rebateu o treinador, substituto de Joel Santana.

Ávila minimizou até a sequência de quatro jogos sem vitórias (três derrotas e um empate), mas reconheceu que a proximidade com a zona de rebaixamento já começa a preocupar.

‘O que está acontecendo conosco tem acontecido com vários, não é só o Cruzeiro. Tem equipe até numa condição melhor com uma sequência ruim, sem vitórias. Mas nossa situação é bem desconfortável, temos que trabalhar’, argumentou o comandante.

A Raposa volta a campo no próximo domingo, contra o América-MG, na Arena do Jacaré.