Clique e assine a partir de 8,90/mês

Croata lamenta pênalti ‘ridículo’. Mas Felipão achou que foi

Niko Kovac disse que o estádio todo mais 2 bilhões de pessoas viram que Fred se jogou no lance que possibilitou a virada brasileira nesta quinta, no Itaquerão

Por Giancarlo Lepiani - 12 jun 2014, 21h05

“Fred é um cara de uns 85 quilos, não acho que seja tão fácil assim derrubá-lo”, provocou o técnico Kovac

O técnico da Croácia, Niko Kovac, não quis saber de diplomacia na entrevista coletiva promovida pela Fifa logo após a abertura da Copa do Mundo, nesta quinta-feira, no Itaquerão. Para ele, o pênalti marcado pelo árbitro japonês Yuichi Nishimura no segundo tempo foi nada menos que “ridículo”. “Se alguém achou que foi pênalti, levante a mão”, disparou. “Todo mundo no estádio e mais 2 bilhões de pessoas em suas casas vendo pela TV sabem que não foi nada.” Kovac chegou a dizer que teme que o Brasil seja favorecido outras vezes na competição disputada em casa: “�Um dos lemas da Fifa é ‘respeito’, mas ambas as equipes devem ser respeitadas. O que aconteceu aqui foi terrível. E se as coisas continuarem assim, será um circo.”

Leia também:

Copa começou com festa morna (e xingamentos a Dilma)

Entre vândalos e torcedores, começa a Copa dos corações divididos

Seleção de Felipão chega forte, sem medo nem desculpas

Continua após a publicidade

O croata afirmou ainda que “o árbitro estava muito abaixo do nível da partida” e que a escalação do japonês foi uma “escolha ruim”. “Um jogo de abertura de Copa entre Brasil e Croácia merecia um árbitro de primeira.” Kovac afirmou ainda que “já esperava” ser prejudicado pela arbitragem. “Estávamos jogando contra o time da casa, afinal�. Me sinto culpado por não ter alertado para isso na minha entrevista de quarta. Mas tenho espírito esportivo, parabenizo o Brasil. Só que acho que a Croácia merecia sair do jogo com pelo menos um ponto.” Para Kovac, a culpa no lance não foi de Fred (“Não posso culpá-lo, todo mundo tenta fazer isso, é parte do esporte, goste-se ou não”), mas exclusivamente do árbitro, “que estava bem colocado, viu tudo muito bem e teve toda a culpa na jogada”.

Leia também:

Em Copas do passado, Brasil estreou vencendo apertado

Nas últimas aberturas de Copas: poucos gols e algumas zebras

Seleção abre 2ª Copa em casa com a história do seu lado

“Fred é um cara de uns 85 quilos, não acho que seja tão fácil assim derrubá-lo”, provocou, aumentando o peso do brasileiro, que segundo os dados da CBF pesa 84. “Meus rapazes trabalharam duro para chegar até aqui e não mereciam uma arbitragem desse nível. E vocês podem imaginar como encontrei meu grupo no vestiário depois de uma derrota com um lance assim.” O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, falou logo depois, e avisou: para ele, foi pênalti, sim. “Bilhões não acharam pênalti?”, perguntou, fazendo referência ao que disse Kovac pouco antes. “Pois o árbitro viu. Vi umas dez vezes o lance lá no vestiário e achei que teve pênalti na jogada. Foi essa a interpretação do árbitro, e o jogo é assim.”

Continua após a publicidade
Publicidade