Clique e assine a partir de 8,90/mês

Crise política pode tirar Barcelona x Real Madrid da Catalunha

Liga pode transferir os mandos e realizar o clássico do próximo dia 26 no Santiago Bernabéu, em Madri

Por EFE - 16 out 2019, 12h25

A liga que organiza o Campeonato Espanhol e a comissão antiviolência no esporte do governo da Espanha solicitaram que a federação do país inverta o mando de campo do clássico entre Barcelona e Real Madrid, marcado para o próximo dia 26, no estádio Camp Nou, por causa dos protestos populares que acontecem há dois dias na Catalunha.

O órgão estatal, ligado ao Ministério do Interior, anunciou oficialmente a requisição, enquanto fontes da Liga de Futebol Profissional (LFP) confirmaram o mesmo movimento.

Na comunidade autônoma, manifestantes estão na rua por causa da decisão do Tribunal Supremo da Espanha de condenar nove líderes separatistas a penas de 9 a 13 anos de prisão. A sentença motivou uma onda de críticas políticas e deu origem aos atos, que por sua vez causaram bloqueios de ruas, estradas, e ferrovias.

Grupos de separatistas também bloquearam na segunda-feira os acessos ao aeroporto de Barcelona, o que provocou o cancelamento de 155 voos até ontem, quando o terminal voltou a funcionar normalmente. Além disso, houve confrontos entre manifestantes e a polícia regional.

Com isso, a Comissão Antiviolência classificou o clássico pelo campeonato nacional como de “alto risco” e apontou que a situação se configura como um “caso de força maior”, o que permite, segundo o regulamento, que a federação nacional faça alterações nas competições, inclusive, nas tabelas.

Fontes da Federação Espanhola de Futebol confirmaram o recebimento do pedido da liga e apontaram que o Comitê de Competições da entidade será responsável por avaliar o pedido de alteração do local do jogo para o estádio Santiago Bernabéu.

Ainda de acordo com as informações obtidas, Barcelona e Real Madrid terão até a próxima segunda-feira para apresentar as alegações sobre o caso, que ainda não tem data para uma decisão definitiva.

Continua após a publicidade
Publicidade