Clique e assine a partir de 8,90/mês

Crise no Chelsea: Mourinho coleciona confusões e já desagrada brasileiros

Treinador brigou com médica do clube, criticou atletas publicamente e perdeu moral no vestiário. Atual campeão está à beira da zona de rebaixamento

Por Da Redação - 14 set 2015, 12h35

A temporada europeia mal começou e o Chelsea já vive um ambiente bastante conturbado. Neste sábado, o atual campeão foi derrotado por 3 a 1 pelo Everton e caiu para a 17ª colocação do Campeonato Inglês, à beira da zona de rebaixamento, com quatro pontos em cinco jogos. Ao final da partida, o técnico José Mourinho se envolveu em mais um bate-boca, desta vez com o técnico da equipe de Liverpool, Roberto Martínez. De acordo com informações do tabloide britânico Daily Mail desta segunda-feira, a postura incendiária do treinador português vem incomodando boa parte do elenco, incluindo os brasileiros Oscar e Willian, e até as esposas de atletas e do presidente do clube, Roman Abramovich.

O jornal citou que alguns jogadores do elenco, especialmente Oscar, Willian e o belga Eden Hazard, estão insatisfeitos com a intransigência do treinador e gostariam de ter mais liberdade para criar jogadas. Recentemente, Mourinho criticou publicamente as atuações de Ivanovic, Cahill, Terry, Azpilicueta, Hazard, Fàbregas e Matic, em partida contra o Swansea – fato surpreendente para um treinador conhecido por sua habilidade em blindar o grupo e ganhar sua confiança. De acordo com o Daily Mail, o português estaria especialmente decepcionado com as atuações de Diego Costa, o brasileiro naturalizado espanhol, que brilhou na conquista da liga inglesa no ano passado, mas atravessa má fase.

Leia também:

Filha de Mourinho brilha em noite de premiação do pai

Filho de Mourinho agita as redes sociais ao vestir camisa do Barcelona

Continua após a publicidade

Mourinho joga medalha de vice para torcida após título do Arsenal

Mourinho responde à mulher do técnico do Real Madrid: ‘Deveria cuidar da dieta do marido’

O principal motivo da animosidade no vestiário, no entanto, segue sendo o afastamento da médica Eva Carneiro. Ela e seu auxiliar foram condenados por Mourinho por terem atendido Hazard no gramado, num momento em que o Chelsea jogava com um a menos e empatava uma partida. O treinador considerou que “faltou entendimento de jogo” aos profissionais que apenas cumpriram suas obrigações. Nem mesmo a enxurrada de críticas que sofreu fez com que Mourinho mudasse de ideia e se desculpasse. Afastada há quase 40 dias, Eva planeja entrar com uma ação contra o treinador. Vários atletas e suas esposas e até mesmo Dasha Zhukova, mulher do presidente do clube, teriam reprovado a atitude de Mourinho e a forma desrespeitosa como Eva Carneiro foi tratada.

Mourinho em nova confusão – agora com médica do próprio Chelsea

Neste sábado, Mourinho se envolveu em sua última confusão pública: reclamou com o espanhol Roberto Martínez, técnico do Everton, que concedeu entrevista antes que ele ao final da partida. “Da próxima vez, deixe eu falar primeiro, porque temos que viajar de volta à Londres”, disse Mourinho. Martínez respondeu que não era responsável por controlar a ordem das entrevistas e ainda deu uma alfinetada aos jornalistas. “No ano passado, quando perdemos por 6 a 3, Mourinho era um homem mais amável. Preferia-o assim.” A imprensa local especula que o rival Arsenal pode ser o destino do treinador português na próxima temporada.

Eva Carneiro e Jose Mourinho
Eva Carneiro e Jose Mourinho VEJA

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade