Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cria de Dunga em 2007, Afonso Alves anuncia aposentadoria

Atacante iniciou a carreira no Atlético-MG, brilhou na Holanda e decepcionou na seleção e na Inglaterra. Aos 34 anos, deu adeus ao futebol pelas redes sociais

O atacante Afonso Alves, um dos mais questionados jogadores a vestir a camisa da seleção brasileira, anunciou sua aposentadoria nesta segunda-feira, aos 34 anos. Bem diferente de oito anos atrás, quando viveu seu auge e disputou oito partidas pela seleção comandada por Dunga, Afonso se despediu do futebol, sem alarde e atormentado por lesões, pelo modesto Heerenveen, da Holanda, onde é ídolo.

“Bom dia! Eu gostaria de agradecer os torcedores do Heerenveen por me tratarem muito bem até agora. Gostaria de agradecer o clube também. Hoje, deixo minha carreira como jogador profissional. Muito obrigado a todos meus fãs e amigos”, escreveu, anunciado sua aposentadoria com uma singela postagem no Instagram.

Dono de uma trajetória incomum no futebol, o jogador nascido em Belo Horizonte iniciou a carreira no Atlético-MG, mas deixou o Brasil muito cedo e viveu na Holanda seus dias mais gloriosos. Chegou ao Heerenveen para a temporada 2006/2007 e foi o artilheiro do Campeonato Holandês daquele ano com 34 gols, desbancando até os números de Romário e Ronaldo no país.

Afonso Alves anunciou aposentadoria aos 34 anos com uma postagem no Instagram Afonso Alves anunciou aposentadoria aos 34 anos com uma postagem no Instagram

Afonso Alves anunciou aposentadoria aos 34 anos com uma postagem no Instagram (/)

O sucesso fez com que Dunga, na época em sua primeira passagem como técnico da seleção, levasse o atacante para defender o Brasil em alguns amistosos e na Copa América de 2007, da qual se sagrou campeão como reserva. Ele marcou seu único gol pelo país em um amistoso contra o México. De volta ao Heerenveen, Afonso marcou sete gols em uma mesma partida, nos 9 a 0 sobre o Heracles Almelo.

A ascensão meteórica, mesmo que alternando com atuações muito abaixo da média, despertaram o interesse do Middlesbrough, da Inglaterra, que desembolsou 12,7 milhões de libras ao Heerenveen, fazendo dele o jogador mais caro da história do clube. Afonso, no entanto, não vingou na Inglaterra: durou apenas uma temporada e meia no país, com 10 gols em 42 jogos.

Com a mesma velocidade que apareceu, o atacante se escondeu no futebol do Catar. Jogou por Al-Sadd, Al-Rayyan e Al-Gharafa, de onde saiu no ano passado. Desde então, procurava um clube para atuar. Tentou voltar para a Holanda e realizou duas semanas de testes no Heerenveen, mas o longo período afastado e os problemas físicos fizeram o time holandês rejeitar seu retorno e abreviar sua aposentadoria.

Afonso Alves de Middlesbrough Afonso Alves de Middlesbrough

Afonso Alves de Middlesbrough (/)

(com Estadão Conteúdo)