Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Coritiba para o Flamengo e ainda mira na Libertadores

Enquanto isso, os cariocas ficam mais distantes do sonho do título nacional

Por Da Redação 13 nov 2011, 17h59

O Coritiba conseguiu uma grande vitória em casa, por 2 a 0, diante do Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro 2011, e manteve vivo o sonho de conseguir uma vaga na Libertadores da América.Com o resultado, a ascensão rubro-negra foi interrompida, enquanto o Coxa, com 51 pontos, diminuiu a distância para o G-5.

Depois de muito equilíbrio, o Alviverde cresceu na partida e abriu o placar aos 29 minutos, com Leonardo, que aproveitou escanteio para desviar para as redes. Seis minutos depois, na pressão, Maranhão fez jogada individual e marcou um golaço. Depois do intervalo, os cariocas melhoram, mas não conseguiram reverter o resultado.

Na próxima rodada, o Coritiba volta a campo na quinta-feira quando vai a Sete Lagoas, onde encara o Atlético Mineiro, na Arena do Jacaré. Já o Flamengo enfrenta no mesmo dia o Figueirense, no Engenhão, no Rio de Janeiro.

O jogo – A partida começou movimentada e com muito estudo no Alto da Glória. O primeiro chute veio aos quatro minutos, com Davi, que abriu espaço no meio da defesa rubro-negra e arrematou por cima da meta. O Flamengo tentou responder em jogada individual de Thiago Neves, que chutou cruzado e viu Deivid se esticar todo buscando o desvio, mas sem sucesso. O Coxa tinha maior posse de bola, mas não conseguia definir. Com isso os cariocas cresciam no jogo.

Sem conseguir penetrar na defesa, Maranhão arriscou um chute de longe, aos 12 minutos, e carimbou Airton no meio do caminho. O Rubro-Negro começou a melhorar e esboçava uma pressão. Aos 19 minutos, Ronaldinho Gaúcho cobrou escanteio na primeira trave e, na sobra de bola, Renato levantou e a zaga afastou o perigo. Rafinha queria fazer a diferença para o Coxa e, aos 23 minutos, partiu em velocidade e só foi travado na hora do chute.

Continua após a publicidade

Empurrado pelo torcedor, o Alviverde acordou novamente. Aos 28 minutos, Marcos Aurélio mandou o petardo e Felipe fez grande defesa. Na cobrança do escanteio, Leonardo esticou a perna e desviou para o fundo das redes. O gol animou o time da casa, que ampliou aos 35 minutos, com um golaço de Maranhão, que roubou de Ronaldinho, fez fila e fuzilou da entrada da área, por cobertura. Luxemburgo queimou a primeira substituição, tirando Thomás para a entrada de Willians. Com o apito do árbitro, muita reclamação dos jogadores flamenguistas.

No segundo tempo, o Flamengo voltou com Fierro no lugar de Airton. Aos quatro minutos, Ronaldinho bateu e longe e a bola passou raspando a trave. Os cariocas voltaram melhor depois do intervalo. Aos nove minutos, Léo Moura tentou encontra Ronaldinho em velocidade, mas o passe saiu ruim. Na resposta coxa-branca, Rafinha ganhou da defesa e chutou pela linha de fundo.

Léo Gago tentou surpreender Felipe com um chute por cobertura, de muito longe, aos 14 minutos, mas a bola saiu fraca. Rafinha recebeu com liberdade, aos 15 minutos, partiu para o drible para cima de Felipe, que se recuperou no lance. O Flamengo voltou a investir no ataque. Aos 21 minutos, Deivid chegou de carrinho para aproveitar sobra de bola e tocou por cima da meta. O técnico Marcelo Oliveira apostou na entrada de Everton Costa para dar um novo gás ao Coxa.

O ritmo caiu um pouco, especialmente após as mudanças promovidas pelos treinadores. Ronaldinho lançou Jael, aos 33 minutos, mas o árbitro anotou impedimento. Contra-ataque para o Coritiba, aos 37 minutos, e o lançamento de Éverton Costa ficou com a zaga. Aos 47 minutos, Ronaldinho chutou da entrada da área e a bola passou com perigo. O Coritiba conseguiu administrar bem a vantagem e fez a lição de casa.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade