Clique e assine com até 92% de desconto

Coritiba bate Flu com golaço de Alex e assume a liderança

Jogando em casa, equipe paranaense vence por 2 a 1 e lidera o Brasileiro. Com um belo chute de fora da área, meia marcou o gol número 400 de sua carreira

Por Da Redação 7 jun 2013, 01h08

Com uma vitória emocionante, conquistada com um golaço de Alex aos 43 minutos do segundo tempo, o Coritiba bateu o Fluminense no Couto Pereira e assumiu a liderança isolada do Brasileirão 2013. O ídolo coxa-branca, que balançou as redes pela 400ª vez em sua carreira, exaltou a importância do feito histórico, principalmente por levar o time a uma importante vitória.

Leia também:

Após mais uma derrota, Flamengo demite o técnico Jorginho

Internacional anuncia a contratação do atacante Jorge Henrique

“Fazer o gol 400, no finalzinho do jogo e dar a vitória, é especial. Dos 400, nem todos tiveram a mesma validade, mas o de hoje foi muito importante”, analisou o jogador. Apesar do bom desempenho do Coritiba nesse início de campeonato — duas vitórias e dois empates –, Alex pediu pés no chão. “Ainda tem muito para melhorar. Tem que comemorar, porque não o é todo dia que se vence dessa forma, e focar no Náutico”, acrescentou. O triunfo deixou o Coritiba na ponta da tabela com oito pontos, mas a equipe paranaense ainda poderia ser ultrapassada por Grêmio (7 pontos) ou Fluminense (6), que têm um jogo a menos.

A bela apresentação de Alex na noite desta quinta-feira no Couto Pereira não se resumiu ao gol. Ainda no primeiro tempo, o meia deu um passe açucarado para o meia Robinho abrir o placar. O Fluminense conseguiu o empate pouco tempo depois. Após escanteio, o lateral Carlinhos subiu no meio da defesa e fez de cabeça. Quando o jogo parecia se encaminhar para um empate, a estrela de Alex brilhou: o meia recebeu com espaço na intermediária, avançou e soltou um lindo chute no ângulo de Ricardo Berna. “Não estavam deixando o Alex jogar tanto, mas uma que ele pegou livre, fez o que fez”, resumiu o colega de time Robinho.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade