Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Corintianos garantem que derrota não interfere na Libertadores

Por Da Redação 5 mar 2012, 01h50

Último jogador a descer para o vestiário do Corinthians na Vila Belmiro, após a derrota por 1 a 0 para o Santos no domingo, o volante Ralf podia escutar os gritos de alguns torcedores posicionados na arquibancada visitante. ‘É quarta-feira!’, anunciava um deles, mais exaltado, referindo-se à partida contra o paraguaio Nacional, no Pacaembu, pela Copa Libertadores da América.

‘A Libertadores é uma competição diferente. Perdemos para o Santos no Paulista, em um jogo parecido em termos de pegada e nervosismo, mas a gente sabe que já passou. Não interfere em nada. Vamos pensar na quarta-feira’, afirmou Ralf, otimista para o próximo compromisso.

Os demais jogadores do Corinthians concordaram com o volante. Lembraram que o time poupou alguns titulares diante do Santos, atuando fora de casa, para confiar na recuperação contra o Nacional. ‘Será um jogo diferente, diante do nosso torcedor. Temos tudo para fazer uma grande partida’, disse o lateral esquerdo Fábio Santos. ‘É óbvio que um empate contra o Santos seria melhor, mas a derrota não incomoda para a Libertadores’, ressaltou o meia Alex.

Para o técnico Tite, o Corinthians tem capacidade de vencer o Nacional mesmo se repetir exatamente o desempenho do clássico contra o Santos. ‘A gente perdeu, mas mostrou força. Se for assim na quarta-feira, em casa, com um time sem a mesma solidez e a qualidade do Santos, criaremos mais oportunidades de gol’, analisou.

Continua após a publicidade
Publicidade