Clique e assine com até 92% de desconto

Corintianos evitam responder para Luis Fabiano após assumir a ponta

Por Da Redação 15 abr 2012, 21h11

O São Paulo não está ‘sempre em primeiro’, conforme Luis Fabiano declarou em tom de brincadeira na quinta-feira. Três dias depois de o atacante provocar o Corinthians, aproveitando que a delegação de seu time havia desembarcado antes da do rival no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, a equipe tricolor deixou a liderança do Campeonato Paulista.

O Corinthians terminou a fase classificatória do torneio com 46 pontos porque venceu a Ponte Preta por 2 a 1 neste domingo, enquanto o São Paulo permaneceu com 43 ao ser derrotado pelo mesmo placar pelo Linense. Subir na tabela não foi motivo para o ponderado Tite devolver a gozação de Luis Fabiano.

‘O Luis Fabiano falou aquilo com sinceridade, sem ironia, de uma forma sadia. Não vamos colocar de outra forma. É algo que serve para brincadeiras entre torcedores. Consigo perceber quando há cinismo, e não foi o caso na declaração do Luis Fabiano’, relevou Tite.

Já o lateral direito Weldinho, que anotou o segundo gol corintiano diante da Ponte Preta, preferiu esquecer o episódio: ‘Deixem o Luis Fabiano pensar como quiser. Vamos nos preocupar com o nosso trabalho, que vem sendo muito bem feito’.

No dia da provocação de Luis Fabiano, o atacante Emerson já havia respondido no aeroporto: ‘Chegaram na frente, né? É, por enquanto, eles estão na frente. Vamos ver até quando. Se bobearem, eles podem chegar depois’. ‘Mas a resposta do Emerson também foi sadia’, igualou Tite, que poupou o Sheik do jogo deste fim de semana.

Em Lins, local da derrota do São Paulo, Luis Fabiano demonstrou conformismo enquanto concedia autógrafos e posava para fotos com torcedores: ‘Perdemos a primeira colocação, mas paciência. É isso aí’.

Continua após a publicidade
Publicidade