Clique e assine a partir de 9,90/mês

Corinthians vence São Paulo e sai na frente na Recopa

Com golaço no 2º tempo, equipe de Tite derrota o rival por 2 a 1 no Morumbi

Por Da Redação - 4 jul 2013, 00h34

Em uma partida quente no Morumbi, com direito a frango e golaço, o Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 1 e saiu na frente na decisão da Recopa Sul-Americana — o confronto entre os campeões da Libertadores e da Copa Sul-Americana.

Apesar de estarem há mais de vinte dias sem disputar jogos oficiais, as duas equipes fizeram um clássico equilibrado, onde no final brilhou a estrela do meio Renato Augusto, autor do gol da vitória corintiana, que estava parado desde março por causa de uma lesão na coxa. No lance, ele aproveitou a saída precipitada de Rogério e encobriu o goleiro com um toque de classe. Antes, Cássio havia sofrido um frango no início do segundo tempo, em chute de longe de Aloísio que o goleiro aceitou. Guerrero, na etapa inicial, inaugurou o placar.

Tabu – O resultado deixa o Corinthians com a vantagem do empate no jogo de volta, que acontece daqui a duas semanas, em 17 de julho, no Pacaembu. De quebra, a vitória manteve um tabu no clássico: o São Paulo não vence o Corinthians no Morumbi desde 2007, somando 11 partidas – cinco vitórias e seis empates. Antes do jogo, o clima foi de tensão, depois que o ônibus que levava a delegação corintiana foi apedrejado por alguns torcedores são-paulinos na chegada ao Morumbi.

O jogo – Em um primeiro tempo truncado, o Corinthians começou com mais domínio, mas não conseguia chegar ao ataque com perigo. Aos poucos, o São Paulo conseguiu equilibrar a posse de bola e quase marcou com Luís Fabiano aos 20 minutos. Mesmo sem ângulo, o atacante chutou forte e exigiu a defesa de Cássio. Aos 26, o corintiano Danilo foi travado por Rodrigo Caio e levou a pior. O meia precisou ser substituído por Douglas, com lesão no joelho.

Mesmo sem ele, não demorou para o Corinthians marcar. Aos 28 minutos, Romarinho arrancou pela direita, passou por Juan e cruzou para Emerson. O atacante foi travado por Douglas na hora do chute, mas a bola sobrou para Guerrero, que bateu para o gol e abriu o placar. O São Paulo tentou reagir, mas só chegou com perigo aos 45 minutos, em uma cabeçada de Rodrigo Caio. Ao fim do primeiro tempo, algumas vaias e gritos de “raça” eram ouvidos no estádio.

A equipe da casa voltou para o segundo tempo com duas mudanças: Wellington no lugar de Douglas e Aloísio na vaga de Ganso. E foi com um gol-relâmpago de Aloísio, aos 45 segundos, que aconteceu o empate. O atacante recebeu e chutou forte, Cássio tentou agarrar, mas a bola escapou e o encobriu. Ele ainda tentou se recuperar, mas não evitou o frango. O gol empolgou o São Paulo, que reclamou de pênalti em lance logo na sequência, quando a bola tocou na mão de Paulo André dentro da área. Aos 11 minutos, nova chance: Aloísio cabeceou cruzado perto da trave.

Com a entrada de Renato Augusto no lugar do machucado Douglas, o domínio mudou de lado. Primeiro, o meio cruzou para Guilherme acertar a trave. Aos 23, em novo contra-ataque, foi a vez de Romarinho carimbar o poste do São Paulo. Sete minutos depois, em um lance de craque, Renato Augusto percebeu Rogério adiantado e tocou por cobertura, decretando o 2 a 1. Atrás no placar, o São Paulo ainda perdeu boas chances. Aos 40 minutos, Luis Fabiano cruzou, Aloísio bateu e Fábio Santos tirou quase em cima da linha. Pouco depois, o próprio Aloísio chutou forte e Cássio espalmou.

Ao fim do jogo, festa da torcida corintiana no Morumbi e vaias e pedidos por Muricy Ramalho dos são-paulinos.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade