Clique e assine a partir de 9,90/mês

Corinthians vence o São Paulo e mantém tabu no Morumbi

Por Da Redação - 8 mar 2015, 18h30

O Corinthians venceu o São Paulo por 1 a 0, em partida disputada neste domingo, no Estádio do Morumbi (SP), pelo Campeonato Paulista. Com um jogador a menos durante boa parte do segundo tempo, a equipe alvinegra se fechou em campo, aproveitando o placar aberto ainda no começo da primeira etapa, quando Danilo, aos 11 minutos, fez um bonito gol. O rival até teve chance grande de empatar, mas Rogério Ceni desperdiçou um pênalti defendido por Cássio.

Com a vitória, o Corinthians tirou a invencibilidade do rival na competição e manteve um tabu de não perder para o São Paulo no Morumbi há oito anos. De quebra, somou mais três pontos e continuou na liderança do Grupo B do Paulistão, agora com 19 pontos ganhos. A equipe tricolor, por sua vez, conheceu a primeira derrota do campeonato, mas continuou na liderança do Grupo A, com 17 pontos ganhos.

Leia também:

Campeonato Mineiro: Cruzeiro empata com Atlético-MG e amplia jejum

Continua após a publicidade

Com exceção do público bastante pequeno, de 18.720 pagantes, o clássico contou com vários elementos de um grande jogo: dedicação dos dois times, boas jogadas e lances polêmicos.

As equipes não pouparam atletas. Com a exceção dos jogadores no departamento médico do Corinthians (Fábio Santos, Bruno Henrique, Renato Augusto e Mendoza) e dos atletas no departamento médico do São Paulo (Dória, Carlinhos e Rodrigo Caio), somente Alexandre Pato não jogou, mas foi por questões contratuais, já que pertence ao clube do Parque São Jorge. Com isso, a dupla de ataque tricolor foi formada pelo argentino Centurión e por Luis Fabiano.

Briga – Após a derrota em casa, torcedores do São Paulo tentaram invadir o setor destinado aos corintianos na arquibancada do Morumbi. Com isso, os torcedores entraram em confronto com policiais militares que faziam o isolamento entre as duas torcidas. Cadeiras foram destruídas e arremessadas na direção dos corintianos. Após cerca de cinco minutos de confronto, os são-paulinos foram dispersados. A briga na arquibancada pode render punição forte e perda de mando de campo ao São Paulo no Paulista.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade