Clique e assine a partir de 9,90/mês

Corinthians vence e deixa Inter mais perto do rebaixamento

Derrota por 1 a 0 complica permanência do time gaúcho na Série A

Por Da redação - Atualizado em 22 Nov 2016, 00h07 - Publicado em 21 Nov 2016, 23h12

Empurrado pelo sentimento de vingança de sua torcida, o Corinthians derrotou o Internacional por 1 a 0 na noite desta segunda-feira no Itaquerão e deixou a equipe gaúcha mais perto da Série B. O resultado manteve o Inter na zona de rebaixamento do Brasileirão. A duas rodadas do final do campeonato, o time gaúcho tem 39 pontos, três atrás do Vitória, o primeiro fora da zona de degola, e depende de uma combinação de resultados nos últimos jogos para escapar da segunda divisão.

A vitória magra deixou o Corinthians com 54 pontos, a apenas um do G-6, o grupo de equipes na zona de classificação para a Libertadores 2017. O gol foi marcado em um pênalti duvidoso pelo meia Marlone, que nesta segunda foi indicado ao Prêmio Puskas pelo voleio contra o Cobresal, em abril.

Nas arquibancadas do Itaquerão, a torcida da casa pediu vingança e lembrou do rebaixamento do Corinthians em 2007, determinado por uma derrota do Inter para o Goiás – resultado comemorado na época pelos próprios torcedores colorados.

O jogo – A situação do Inter deixou a partida nervosa, mas o Corinthians foi melhor na maior parte do tempo, comandado por boas atuações dos meias Marlone e Marquinhos Gabriel. Desorganizado e apático, o time gaúcho mostrou por que luta na parte de baixo da tabela. Mesmo assim o gol do Corinthians só saiu no segundo tempo, em um pênalti duvidoso. Após cruzamento, Romero se jogou e o árbitro paranaense Rodolpho Toski Marques anotou a penalidade. Marlone bateu rasteiro e decretou a vitória.

Continua após a publicidade

Na próxima rodada, os comandados de Oswaldo de Oliveira têm um confronto direto na busca por uma vaga no G6 da competição, contra o Atlético-PR, no sábado, às 21h, no estádio de Itaquera. Já os colorados seguem na sua luta contra o rebaixamento, dessa vez frente ao Cruzeiro, no domingo, às 17h, no Beira-Rio.

Publicidade