Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corinthians tem vantagem reduzida, mas valoriza empate com Grêmio

Equipe gaúcha também deixa São Paulo celebrando a atuação e o ponto conquistado diante do líder do Brasileirão

O empate em 1 a 1 no Itaquerão não abalou Corinthians nem Grêmio. Ao final da partida desta quarta-feira, válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, jogadores e treinadores das duas equipes valorizaram o ponto conquistado em uma disputa direta entre concorrentes ao título. Líder com 51 pontos, o Corinthians viu sua vantagem sobre o Atlético-MG – que venceu o Avaí por 2 a 0 em Belo Horizonte – cair para três pontos, mas destacou a reação do time ao sair perdendo depois do gol de Bobô e o fato de ter se mantido seis pontos à frente da equipe gaúcha, terceira colocada.

“Enfrentamos um time difícil, muito bem postado, de muita qualidade. Perdemos dois pontos, mas somamos um. Saindo atrás no placar, é difícil reverter. O que não podia acontecer era a derrota”, afirmou o volante Ralf. “Quando você pega uma equipe que está lá em cima, é bom não perder. Lógico que o objetivo era a vitória, mas conseguimos manter a distância sobre o Grêmio”, afirmou o goleiro Cássio.

STJD reduz pena de Dudu de 6 meses para 6 jogos

Autor do gol do Corinthians, o meia Renato Augusto evitou falar em bom resultado. “Não é para comemorar, não. Tem de lamentar, no segundo tempo tivemos chances de vencer. Nossa intenção era ficar na frente até a volta do Elias, da seleção brasileira. Mantivemos uma vantagem boa, uma gordurinha, agora é continuar trabalhando.” O técnico Tite disse que a vantagem ainda é “considerável” e ressaltou a atuação do time, que, assim como o Grêmio, tinha cinco desfalques. “A equipe manteve o padrão, mesmo com tantos problemas, não posso reclamar. Tenho que enaltecer o desempenho.”

Pela equipe gaúcha, o técnico Roger Machado também parabenizou seus atletas pelo ponto conquistado. “Saio muito satisfeito, pela dificuldade que projetávamos encontrar. Foi um grande jogo, muito bom de ser visto, entre o primeiro e o terceiro colocado. Nós saímos na frente, tivemos o controle em alguns momentos. O Corinthians é muito forte dentro de casa, mas acho que se tivesse de haver um vencedor seria a nossa equipe”, afirmou Roger, que foi comandado por Tite no Grêmio nos tempos de jogador.

Na próxima partida, o Corinthians estreará na rodada de domingo às 11h (de Brasília), novamente em Itaquera, diante do Joinville. O vice-líder Atlético-MG fará o clássico contra o Cruzeiro, no Mineirão, e o Grêmio receberá o São Paulo, em Porto Alegre, ambos às 16h de domingo.

(Com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)