Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Corinthians: PM prepara segurança especial no Pacaembu

Temor é que torcida se concentre em frente ao estádio nesta quarta

Por Da Redação 26 fev 2013, 17h46

A Polícia Militar de São Paulo vai montar um esquema especial de segurança no estádio do Pacaembu para o jogo desta quarta-feira, contra o Millonarios, da Colômbia, que terá portões fechados aos torcedores, por decisão da Conmebol, após a morte do torcedor boliviano Kevin Espada, no jogo contra o San Jose, no dia 20 de fevereiro. A PM informou que o mesmo contingente que seria usado para proteger o interior do Pacaembu será empregado agora no policiamento externo do estádio, por causa da possibilidade de torcedores do Corinthians comparecerem em massa à Praça Charles Miller, em frente ao estádio.

Leia também:

Punição ao Corinthians é mantida e clube quer torcida longe

Na Bolívia, confissão do menor corintiano não convence

O clube tentou recorrer da punição, mas a Conmebol confirmou nesta terça que o jogo será com portões fechados. Alguns corintianos tentaram organizar uma mobilização nas redes sociais para concentrar pessoal em frente ao Pacaembu. O Corinthians pediu que os torcedores não compareçam aos arredores do estádio, para evitar confusão que possa prejudicar o clube. A Gaviões da Fiel, principal organizada corintiana, participou da reunião com a PM e avisou que vai se concentrar em sua sede, no bairro do Bom Retiro, para assistir ao jogo por um telão.

Leia também:

Torcedor se apresenta à Justiça e diz ter lançado sinalizador

Continua após a publicidade

Morte em Oruro pode ficar impune dentro e fora de campo

O Corinthians foi punido pela Conmebol após um sinalizador naval ter sido disparado do setor da torcida corintiana no estádio Jesús Bermúdez, em Oruro, na Bolívia, durante o jogo contra o San José na última quarta-feira, provocando a morte do jovem boliviano Kevin Espada. A Conmebol decidiu que o clube jogará sem a presença de sua torcida nos jogos da Libertadores pelos próximos 60 dias, até que o caso seja julgado. O período inclui exatamente os jogos da fase de grupos – depois de enfrentar o Millonarios, o Corinthians ainda recebe o Tijuana, no dia 13 de março, e o San José, em 10 de abril.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade