Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corinthians não teme pressão da Vila Belmiro, mas prevê sofrimento

A diretoria do Santos definiu o estádio da Vila Belmiro como palco da primeira partida das semifinais da Copa Libertadores, no próximo dia 13 de junho. Depois de negar veementemente a utilização do Pacaembu, que costuma sediar as partidas do Corinthians, o Peixe também deixou de lado o Morumbi. Do lado do Timão, o lateral Fábio Santos prevê sofrimento na casa do adversário, mas garante não temer a ‘pressão’ da baixad

Com dimensões inferiores e maior proximidade do público com os jogadores, o estádio do Santos é um dos mais temidos pelos jogadores adversários. Não por Fábio Santos, que já defendeu a equipe em 2008 e conheceu a Vila Belmiro. O trunfo, de acordo com o lateral, é ter a segunda partida dentro do Pacaembu, quando a torcida corintiana poderá repetir a ‘atuação’ da partida contra o Vasco, pelas quartas de fina

‘Pelo fato de a arquibancada ser mais próxima do campo, a impressão que da é de que a Vila é bem menor do que o Pacaembu. Pela torcida estar perto, sem dúvida nenhuma, a pressão é grande. Mas nossa torcida também faz a diferença, estando perto ou longe’, disse o jogador, adotando discurso confiante em relação à força de sua torcida.

A missão, entretanto, como prevê o lateral, não será fácil, o que faz com que um placar de 1 a 0 seja considerado goleada: ‘A torcida tem sofrido bastante, mas tem gostado das nossas goleadas de 1 a 0. A questão é que nós criamos bastante situações de gol e fazemos poucos, mas fazemos e vencemos, isso que importa’.