Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corinthians encerra série de derrotas, mas só empata

Alvinegro ficou no 1 a 1 com o Mogi Mirim. Mirita, do Mogi, marcou os dois gols da partida, um deles, contra

O Corinthians estreou um novo uniforme, amarelo, em homenagem à seleção brasileira, testou uma nova formação, com Guerrero barrado e sem centroavante fixo, mas não foi neste domingo que voltou a vencer. Apesar de ter exibido alguma melhora, a equipe de Mano Menezes voltou a apresentar muitos erros em campo e não passou de um empate por 1 a 1 diante do Mogi Mirim, na casa do adversário, pelo Campeonato Paulista. E a igualdade só aconteceu porque Mirita, que havia inaugurado o placar para o time do interior, marcou contra pouco depois, ainda na etapa inicial.

Já são cinco partidas sem vencer do lado corintiano, que voltou a ter problemas na criação e na marcação, mas pelo menos a equipe encerrou a sequência de quatro derrotas consecutivas. Em meio à crise que atravessa, terá pela frente, no domingo que vem, nada menos que um clássico diante do Palmeiras, melhor equipe do campeonato até o momento. Com sete pontos, o Corinthians é o lanterna do Grupo B, mais próximo da zona de rebaixamento do que da classificação para a segunda fase. Já o Mogi Mirim tem 11 pontos e é o quarto do Grupo D. Quinta-feira, volta a campo pela oitava rodada para pegar o Botafogo, em Ribeirão Preto.

Leia também

Ponte faz 2 a 1 no São Paulo, que segue sem vencer longe do Morumbi

Palmeiras perde pênalti e só empata com o Audax

O jogo – O Corinthians começou no ataque, com Emerson bastante participativo. Mas a primeira chance foi de Romarinho. Aos cinco minutos, Fagner recebeu pela direita e cruzou para o atacante, que tocou de letra, rente à trave. Aos nove, Guilherme bateu falta com categoria e assustou. Mas depois de um início animador, o Corinthians voltou a ter muita dificuldade na criação, com Ramírez e Zé Paulo apagados. O Mogi Mirim aproveitou e cresceu. Aos 26 minutos, Fernando Baiano, em posição irregular não marcada pelo árbitro, dominou após cobrança de falta e só não marcou porque Paulo André cortou na hora certa.

O time da casa chegava com qualidade nos contra-ataques e um deles resultou no escanteio em que Mirita abriu o placar, aos 37. Paulo André, novamente, cortou com precisão após jogada de Serginho pela esquerda, mas na cobrança de escanteio, o zagueiro do Mogi Mirim subiu sozinho para cabecear para a rede. O gol assustou o Corinthians e os donos da casa foram com tudo para cima, perdendo duas boas chances nos minutos seguintes, com Edson Ratinho e Serginho, que pararam em Walter. Em um lance fortuito, no entanto, saiu o empate. Romarinho encontrou Uendel pela esquerda. O lateral avançou até a linha de fundo e encheu o pé para o meio da área. Herói minutos antes, Mirita desta vez foi vilão e tocou contra o próprio gol, aos 43.

O time do Parque São Jorge voltou mais animado para a etapa final e quase marcou antes do primeiro minuto, com Guilherme, que recebeu sozinho, dentro da área, mas bateu mal de esquerda. Mas, como na etapa inicial, o ímpeto diminuiu logo e o jogo voltou a ficar morno. Menos mal para o lado corintiano que dessa vez o Mogi Mirim já não chegava com tanto perigo. Os últimos minutos foram de um Corinthians todo para frente, buscando a virada, mas muito mais na vontade do que na qualidade.

(Com Estadão Conteúdo)