Clique e assine com até 92% de desconto

Corinthians encara time do papa em jogo sem torcida na Argentina

Duelo contra o atual campeão San Lorenzo terá portões fechados

Por Da Redação 4 mar 2015, 09h29

Em Buenos Aires, o Corinthians tentará tirar proveito da punição imposta pela Conmebol ao San Lorenzo e chegar a sua segunda vitória na fase de grupos da Copa Libertadores. A partida no Estádio Nuevo Gasómetro, marcada para as 22h (de Brasília), terá portões fechados e vale a liderança do Grupo 2, já que as duas equipes lideram a chave com três pontos.

Leia também:

Cruzeiro empata em casa pela Libertadores e lamenta

Em noite de Pato, São Paulo goleia o Danubio

Segunda derrota acende alerta no Atlético-MG

Continua após a publicidade

Atual campeão continental , o San Lorenzo foi obrigado a jogar com o estádio vazio, porque na segunda partida da final do ano passado, a fanática torcida do time do coração do papa Francisco utilizou sinalizadores e chegou a forçar a paralisação do jogo contra o Nacional, do Paraguai. O Nuevo Gasômetro, um dos estádios mais tradicionais da Argentina, costuma ser um ótimo aliado do San Lorenzo. Na campanha do inédito título de 2014, o time jogou sete vezes em casa, venceu seis e empatou uma. O fato de a torcida adversária não estar presente animou alguns atletas do Corinthians.

“A torcida deles ajuda muito, assim como a nossa faz na Arena Corinthians. A gente tem de tirar proveito, porque a torcida vai fazer muita falta para o San Lorenzo”, afirmou Jadson. Apesar de jogar fora de casa, o clube paulista pretende repetir a boa atuação da estreia. “Aquele padrão de jogo que tivemos contra o São Paulo é o que o Tite tem nos cobrado para que a gente apresente nos jogos”, completou o meio-campista.

Nesta terça-feira, o time corintiano treinou no estádio e Tite fez duas alterações importantes. Na zaga, Edu Dracena foi escalado entre os titulares no lugar de Felipe, que reclamou de dores de ouvido. No ataque, o colombiano Stiven Mendoza ficou com a vaga de Emerson Sheik, machucado. O meia Danilo permanece improvisado como centroavante, já que Paolo Guerrero está suspenso.

Também nesta quarta-feira, às 22h, o Internacional receberá o Emelec, do Equador, de olho na liderança do Grupo 4. Com três pontos, contra seis dos equatorianos, o time gaúcho precisa vencer por dois gols de diferença para chegar ao jogo do próximo dia 18, em Manta, na condição de líder chave.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade