Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Corinthians empata, e vantagem na liderança diminui

Alvinegro saiu na frente, tomou a virada, mas conseguiu buscar o empate aos 39 minutos da etapa final.. Vantagem na liderança agora é de cinco pontos

Por Da Redação 4 out 2015, 18h22

A diferença entre Corinthians e o Atlético-MG na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro caiu para cinco pontos. Poderia ter sido pior para o líder. Neste domingo, um dia após o concorrente fazer 3 a 0 no Coritiba, o time de Tite alcançou um empate por 2 a 2 com a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, aos 39 minutos do segundo tempo. O gol foi de Rodriguinho. Antes dele, Jadson anotou para o time paulistano, e Elton e Felipe Azevedo marcaram para a equipe de Campinas.

O Corinthians passou a somar 61 pontos ganhos, contra 56 do Atlético-MG. Já a Ponte, que atravessa grande fase e tentava vencer pela quinta vez consecutiva na competição, computa agora 41 e parece já ter deixado no passado o risco de rebaixamento.

Até a próxima rodada, o Corinthians terá bastante tempo para se reorganizar na tentativa de administrar ou melhorar a sua vantagem para o Atlético-MG. O compromisso contra o Goiás será apenas na quinta-feira, 15 de outubro, em Itaquera, em função da pausa para a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Um dia antes, a Ponte Preta visitará o Palmeiras no Palestra Itália.

Grêmio – Os jogadores do Grêmio sabem que a equipe não mostrou seu nível habitual neste domingo. Até por conta disso, o empate em 0 a 0 com o Cruzeiro foi bastante valorizado pelos atletas. A qualidade da equipe mineira, mesmo que sua colocação na tabela não seja boa, foi destacada pelos jogadores gaúchos após a partida, a primeira do tricolor gaúcho após a eliminação na Copa do Brasil.

O 0 a 0 mantém o Grêmio a nove pontos do líder Corinthians, mas a equipe gaúcha perdeu contato com o vice-líder Atlético-MG, que agora está quatro à frente. A distância até a saída do G-4 caiu de oito para seis pontos nesta rodada. Agora, o Grêmio terá dez dias de parada e dois jogos seguidos em casa: dia 15, contra o Santos, em duelo direto no G-4, e dia 18 diante da Chapecoense

(Com GazetaPress)

Continua após a publicidade
Publicidade