Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corinthians chega ao Pacaembu sob assédio intenso da torcida

‘O campeão da América chegou!’, gritou um torcedor, assim que avistou o ônibus que levava a delegação do Corinthians entrar no estacionamento do Pacaembu. Rapidamente, a euforia em torno da equipe que decidirá o título da Copa Libertadores da América contra o Boca Juniors, na noite desta quarta-feira, alastrou-se pelo local.

Alguns torcedores aproveitaram a confusão para pular os muros ao redor do estacionamento do estádio municipal, na esperança de conseguir um lugar nas arquibancadas. Foram contidos por policiais. No mesmo instante, seguranças tentavam afastar outra parte do público do trajeto do ônibus.

Houve até quem tenha aproveitado o momento para paquerar. ‘Quando vejo o Corinthians, eu me emociono. E, quando me emociono, gosto de beijar mulher bonita na boca’, avisou um senhor, para uma robusta senhora que estava ao seu lado. O beijo, contudo, não ocorreu. Os dois preferiram acenar para o volante Ralf e para o goleiro Julio Cesar, bastante concentrados no interior do veículo, por volta de 20h25.

Cerca de 15 minutos antes, na chegada do ônibus do Boca Juniors, o clima não foi nada amoroso. Um grupo de torcedores berrou várias ofensas (‘maricón’, na maior parte das vezes) para os argentinos. O time portenho reagiu calado. Ninguém quis conceder entrevistas ao desembarcar. O lateral Clemente Rodríguez até se entusiasmou a falar, porém logo foi impedido pelo astro Riquelme.