Clique e assine a partir de 9,90/mês

Corinthians bate Coritiba no sufoco e pode ser hexa no domingo

Líder do Brasileirão venceu por 2 a 1 em Itaquera, com gol de Lucca aos 42 do segundo tempo, e agora torcerá contra o Atlético-MG para confirmar o título

Por Da Redação - 7 Nov 2015, 22h00

O Corinthians sofreu, mas fez sua parte e agora só precisa torcer por um tropeço do Atlético-MG diante do Figueirense, no domingo, para conquistar seu sexto título do Campeonato Brasileiro, com quatro rodadas de antecedência. Na noite deste sábado, o líder da competição não jogou bem, mas venceu o Coritiba por 2 a 1, com um gol de Lucca aos 42 minutos do segundo tempo, e fez a festa dos torcedores em Itaquera.

Com o resultado deste sábado, o Corinthians chegou aos 76 pontos, 14 a mais do que o Atlético-MG, o segundo colocado. Para que o Corinthians garanta a taça já na 34ª rodada, o time mineiro tem de no máximo empatar em Florianópolis.

Para a torcida corintiana, no entanto, o título já está consumado. Neste sábado, os 43.688 pagantes (recorde de público no Itaquerão em jogos do Corinthians) gritavam “é campeão” ao fim da partida. Os jogadores não deram volta olímpica, mas fizeram questão de ir ao centro do gramado, para agradecer a força da torcida pelo apoio.

O Corinthians não começou o jogo acelerado, como de costume, pressionando o adversário. Enquanto o time paulista trocava passes de lado, o Coritiba também não oferecia perigo algum. O Corinthians assustou aos 12 minutos, quando Renato Augusto cruzou para a área, Jadson dividiu com o goleiro e a bola bateu na trave. Dois minutos depois, saiu o gol. Edilson passou por Carlinhos e foi derrubado dentro da área. O juiz marcou pênalti e, na cobrança, Jadson colocou o Corinthians em vantagem.

Continua após a publicidade

O gol animou a torcida, mas não os jogadores. O Corinthians jogou com o freio de mão puxado. Renato Augusto e Elias erraram muitos passes no meio de campo. O time não conseguiu encaixar boas triangulações, uma de suas principais marcas ao longo do campeonato.

O Corinthians foi para o intervalo aos gritos de “é campeão” da sua torcida, mas voltou sonolento para o segundo tempo, ao contrário do Coritiba. O gol da equipe paranaense saiu logo no primeiro minuto. Carlinhos cruzou da esquerda, a bola passou por toda a área e Negueba, nas costas de Guilherme Arana, só desviou para empatar.

O Corinthians ainda tentava se recompor do gol quando levou um susto aos seis minutos. Negueba cruzou pela esquerda, Cássio achou que a bola iria para fora, mas ela acertou a trave. Como o empate não interessava nem para Corinthians nem para o Coritiba, os dois times passaram a atacar mais. A partida ficou aberta com chances para ambos os lados.

Tite renovou o fôlego do ataque corintiano trocando Malcom por Lucca. Depois ainda tirou Vagner Love para a entrada de Danilo. A cartada final do treinador foi Rodriguinho, que substituiu Renato Augusto já aos 38 minutos.

Continua após a publicidade

Quem acabou salvando a equipe foi Lucca, que completou, aos 42 minutos, o cruzamento de Edílson, decretando a vitória do Corinthians, cada vez mais perto de assegurar o seu sexto título do Campeonato Brasileiro.

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade