Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Copa América: Brasil tenta golear o Haiti em Orlando

Diante de adversário modesto, seleção busca um bom saldo de gols

O Brasil enfrenta o Haiti nesta quarta-feira, às 20h30 (de Brasília), pela Copa América, na cidade de Orlando (Flórida). E Dunga não tem opção: tem de vencer para seguir na competição. Foram seis cortes, mudanças de locais de treino por más condições de gramado e até por um ataque que deixou dois mortos, na semana passada em Los Angeles, mas o maior problema até agora é a falta de gols.

Brasil joga mal e empata sem gols com Equador

Após o empate com o Equador (0 a 0) na estreia, a possibilidade de o primeiro lugar no Grupo B ser definido no saldo de gols torna-se uma grande possibilidade – o Peru venceu o Haiti por 1 a 0, e entra em campo contra o Equador também nesta quarta, às 23h de Brasília. Daí o foco de Dunga de ter a seleção em campo para marcar o maior número possível de gols nesta noite no Camping World, o novo nome do estádio de Orlando, conhecido como Citrus Bowl.

Mas Dunga foi comedido. “Tem de respeitar o adversário e buscar a vitória. O Brasil tem de jogar sempre para vencer.” O técnico do Haiti, o francês Patrice Deveu, admite que nem sonha em vencer o Brasil. “Temos chances de conseguir um bom resultado.”

O treinador não deu indícios de que vai alterar a equipe que iniciou contra o Equador. Disse nesta terça-feira ser importante manter a base para, “dependendo do jogo, ir fazendo algumas alterações”.

O zagueiro Miranda treinou nesta terça, mas o mais provável é que Marquinhos inicie a partida, pois jogou bem contra o Equador e o Haiti não deve exigir sacrifício dos defensores.

(Com Estadão Conteúdo)