Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Contrato revela que Galo será o novo dono do Independência

O estádio Independência, que deve ser reinaugurado no mês de março, será propriedade do Atlético-MG nos próximos 27 anos. Pelo menos é isso que diz um contrato registrado em cartório, que teve seu teor revelado nesta segunda-feira, pela Rádio Itatiaia. De acordo com o documento, o Galo iria administrar o Consórcio Arena Independência, formado pelas empresas Ingresso Fácil e BWA, vencedoras de licitação realizada pelo Governo de Minas Gerais em 2011.

O contrato do Atlético-MG seria com a Ingresso Fácil e com a BWA, e daria ao Consórcio Arena Independência o direito de receber 90% de qualquer valor arrecadado com o estádio, sendo 45% paras as empresas vencedoras da licitação e 45% para o Atlético-MG. Os 10% restantes, seriam dividido entre o Governo de Minas Gerais e o América-MG, antigo administrador do estádio.

O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, se mostrou surpreso com a divulgação do contrato, e procurou se esquivar do assunto, mas não desmentiu a notícia, dando indícios que o assunto é verdadeiro.

‘Eu não vou falar que este contrato não existe. A única coisa que posso dizer que não é interesse do Atlético-MG falar sobre este contrato agora. O Atlético-MG não tem nada a dizer. Não tenho nada que desmentir, contrato nós temos às dúzias. Nós não quebramos contrato, não fazemos vínculo fajuto, para que não paire nenhuma dúvida. Todo mundo sabe que nós temos lutado contra todos estes problemas de estádio. Mais uma vez repito, sobre este contrato o Atlético-MG não fala, não quebramos nenhum vínculo’, declarou Kalil em entrevista à Rádio Itatiaia.

O acordo entre Atlético-MG, Ingresso Fácil e BWA só foi possível, porque o América-MG que administrava o Independência cedeu o estádio para o Governo de Minas, para que assim, dinheiro público pudesse ser utilizado na reforma. Kalil deu mais um indício da veracidade do contrato ao dizer que não pode desmentir nada que tenha sua assinatura.

‘Quero deixar bem claro que o Atlético não faz contratos com o Governo. Minas Gerais está sem estádio, todo mundo sabe deste problema. Não vou falar sobre isto, cabe a quem descobriu este contrato mostrar os documentos. Não posso desmentir nada se viram minha assinatura lá’, afirmou.