Clique e assine a partir de 9,90/mês

Contra o Potosí, Fla coloca ano em jogo e precisa da vitória

Por Da Redação - 31 jan 2012, 13h33

Rio de Janeiro, 31 jan (EFE).- Como os times brasileiros que disputam a Taça Libertadores não podem participar da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana, o Flamengo precisará vencer o Real Potosí nesta quarta-feira para garantir vaga no grupo 2 do principal torneio do continente e evitar que reste apenas o Campeonato Carioca e o Brasileirão para o clube em 2012.

Derrotado por 2 a 1 de virada na partida de ida, nos mais de 4 mil metros de altitude de Potosí, o Rubro-Negro precisará de uma vitória por 1 a 0 ou por uma diferença maior de gols no Engenhão para se classificar. Caso vença por 2 a 1, o Fla decidirá uma lugar na fase de grupos na disputa de pênaltis.

A equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo já viveu dias de turbulência no primeiro mês do ano por conta de atrasos nos salários e da saída do meia Thiago Neves para o rival Fluminense. A eliminação então poderia ser o estopim para explosão de uma grande crise.

Para alcançar a classificação e se juntar a Emelec (Equador), Lanús (Argentina) e Olímpia (Paraguai) no grupo 2, Luxemburgo pretende escalar Deivid, homem gol do time até que Vagner Love possa entrar em campo, como um legítimo centroavante, com Ronaldinho Gaúcho na função de segundo atacante.

Continua após a publicidade

A dupla deverá ter dificuldades para encontrar espaços no sistema defensivo do Potosí. O treinador Víctor Zwenger deverá escalar uma formação conservadora, tentando surpreender nos contra-ataques. Angola e Pool, titulares na partida de ida e de características mais ofensivas provavelmente darão lugar a Ovando e Yecerotte, com maior poder de marcação.

Prováveis escalações:.

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Welinton, David Braz e Júnior César; Airton, Luiz Antônio, Williams e Renato Abreu; Ronaldinho Gaúcho e Deivid. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Real Potosí: Lapczyk; Jiménez, Alarcón, Centurión e Rivero; Sejas, Michelena, Ovando, Yecerotte e Ortiz; Brittes. Técnico: Víctor Zwenger.

Continua após a publicidade

Arbitragem: Víctor Rivera (Peru), auxiliado por seus compatriotas César Escano e Raúl López Cruz. EFE

Publicidade