Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Contra Kashiwa, Santos quer dar primeiro passo para tri mundial

Por Da Redação 13 dez 2011, 15h01

Toyota (Japão), 13 dez (EFE).- O Santos quer dar nesta quarta-feira seu primeiro passo na busca pelo tricampeonato mundial, e para isso precisa vencer o Kashiwa Reysol, em jogo que será disputado na cidade de Toyota, no Japão.

A grande atração do duelo será a presença do jovem craque santista Neymar, que, pretendido por vários clubes europeus, poderá certificar o seu talento, demonstrado no Campeonato Brasileiro e na Taça Libertadores.

De contrato renovado com o Santos até 2014, Neymar terá como companheiro no ataque o goleador Borges, que aos 31 anos vive provavelmente sua melhor fase na carreira. Ambos serão servidos por Ganso, outro grande jogador que chama atenção pela criatividade e jogadas categóricas.

Pouco atrás estará Elano, que apesar de não estar 100% recuperado de sua última lesão, será importante para dar confiança e repassar a experiência ao jovem time.

Na zaga, o Santos contará com a habilidade do lateral Danilo, a experiência do capitão Edu Dracena, e a segurança do jovem goleiro Rafael.

Diante dos alvinegros estará a equipe revelação do Mundial, um humilde grupo recém-promovido que, na base de disciplina e perseverança, conquistou o Campeonato Japonês deste ano e eliminou o Auckland City e o mexicano Monterrey do torneio intercontinental.

Suas armas serão as mesmas que exibiu nestes dois jogos: ordem tática, domínio dos meias brasileiros Leandro Domingues e Jorge Wagner, e a persistência de seus pontas, os japoneses Kudo e Tanaka.

Continua após a publicidade

O modesto Kashiwa, liderado por um experiente treinador, o também brasileiro Nelsinho Baptista, buscará das arquibancadas a força para vencer o jogo mais importante de sua história como clube.

Prováveis escalações:.

Kashiwa Reysol: Sugeno; Hashimoto, Kondo, Masushima e Sakai; Otani, Kurisawa, Jorge Wagner e Leandro Domingues; Kudo e Tanaka.

Técnico: Nelsinho Baptista.

Santos: Rafael, Danilo, Bruno Rodrigo, Edu Dracena e Durval; Henrique, Arouca, Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges.

Técnico: Muricy Ramalho.

Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA).

Estádio: Toyota Stadium. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade