Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Contra Egito, seleção brasileira se despede de 2011 irregular

Por Da Redação 13 nov 2011, 22h09

A seleção brasileira fará seu último amistoso em 2011 nesta segunda-feira, às 15h, no Estádio Al Rayyann, em Doha, no Catar, onde enfrenta o Egito. O confronto acontece quatro dias depois de o time canarinho ter derrotado o Gabão por 2 a 0 em uma rápida visita ao continente africano, atuando em um gramado de péssimas condições.

A temporada 2011 não foi boa para o time de Mano Menezes, que perdeu amistosos importantes, como 1 a 0 para a França e 3 a 2 para a Alemanha, e foi eliminado nas quartas de final da Copa América para o Paraguai. O Egito é o 36º colocado no ranking da Fifa, no qual o Brasil aparece em quinto lugar. Mano Menezes acredita que esses amistosos, mesmo contra equipes de pouca expressão no cenário internacional, sirvam para um campo de observações interessante. “Sempre temos a ganhar observando os jogadores com a camisa da seleção brasileira. Tive a chance contra o Gabão de fazer testes importantes e espero aproveitar o jogo contra o Egito para olhar outros aspectos”. O lateral direito Daniel Alves, que cumpriu suspensão no jogo contra o Gabão, entra na vaga de Fábio. O zagueiro Thiago Silva e o volante Lucas Leiva, poupados na quinta-feira, reaparecem nos postos de Luisão e Elias, respectivamente. Por fim, o meia Fernandinho vai ganhar uma oportunidade, atuando na vaga de Sandro. Pelo lado do Egito, o técnico Bob Bradley, que há seis meses foi demitido da seleção dos Estados Unidos, vem fazendo reformulando o time local, atual tricampeão da Copa Africana de Nações. Ele vem sendo questionado por alguns nomes chamados. “Sei que estão reclamando de alguns nomes em um amistoso tão importante e de grande repercussão, como é esse duelo. Mas estamos passando por uma reformulação e vejo isso como um grande teste”. (Com agência Gazeta Press)

Publicidade