Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Contra clube que o revelou, Denis completa 50 jogo pelo São Paulo

Titular nas 25 partidas do São Paulo nesta temporada enquanto Rogério Ceni se recupera de cirurgia no ombro direito, Denis atingirá nesta quarta-feira uma marca significativa pelo São Paulo: disputará seu 50jogo pelo clube. E exatamente diante da Ponte Preta, equipe que o revelou.

‘Sabia que completaria 50 jogos, mas não sabia que seria contra a Ponte Preta. É uma marca muito boa. Esperei tanto tempo para ter uma sequência e espero que o jogo seja importante também para todos nós’, comentou o goleiro, que terá a missão de evitar os gols para ajudar seu time a avançar na Copa do Brasil.

Como perdeu por 1 a 0 para a Macaca na última quarta-feira, no Moisés Lucarelli, o Tricolor precisa vencer no Morumbi por pelo menos dois gols de diferença para evitar uma eliminação logo nas oitavas de final da competição nacional. E seguir em frente no torneio pode antecipar outro feito do camisa 22 a ser valorizado.Denis está a seis jogos de se tornar o reserva de Rogério Ceni – titular do São Paulo desde 1997 – que mais atuou. Atualmente, o dono desta condição é de Roger, que esteve em campo 54 vezes enquanto foi suplente do camisa 01 e não pôde aumentar o número porque, em 1999, acabou vetado pelo então técnico Paulo César Carpergiani por ter posado nu em uma revista voltada ao público homossexual.

Polêmicas do passado à parte, Denis valoriza a chance de, nas 49 partidas que tem até agora pelo clube do Morumbi, 44 terem sido como titulares. Na estatística geral, são 28 vitórias, dez empates e 11 derrotas, marcas acumuladas desde sua chegada no início de 2009.

Agora, se Luis Fabiano sempre repete que fazer gol na Ponte Preta, que o revelou, é como ‘bater na mãe’, o camisa 22 também promete não aliviar para a Macaca. ‘Respeito o time da Ponte Preta, um clube que tenho um carinho muito grande. Mas agora defendo o São Paulo e nada melhor que uma vitória para celebrar. É uma marca importante e tão difícil de um goleiro atingir no clube’, apontou Denis.