Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Contra assédio, Santos tenta a renovação do contrato de Borges

Por Da Redação - 23 maio 2012, 10h52

Artilheiro do último Brasileirão, com 23 gols, o atacante Borges vive um momento diferente em relação aos seus primeiros meses na Vila Belmiro. Na reserva do Santos, sem balançar tanto as redes adversárias como fez em 2011, o centroavante tem sido procurado por alguns clubes do futebol brasileiro, interessados em sua contratação. Só que o Peixe não pretende abrir mão de Borges e já negocia uma renovação de contrato com o goleador.

Contratado junto ao Grêmio no meio do ano passado após problemas de relacionamento no time gaúcho, Borges tem vínculo até o final deste ano com os santistas. Mas, apesar da vontade do jogador de permanecer no clube, o assédio de equipes grandes do futebol brasileiro tem incomodado a cúpula alvinegra. Isto porque, se o atleta não quiser sair agora, poderá assinar um pré-contrato com outra agremiação em julho, se transferindo em 2013.

O Palmeiras já sondou o Santos sobre a possibilidade de uma transação, rejeitada prontamente pelos dirigentes da equipe. No momento, o Atlético-MG surge como outro interessado em contar com os serviços de Borges, no atual Campeonato Brasileiro.

A primeira proposta santista feita ao empresário do atacante, Márcio Rivellino, não agradou. O Peixe deve subir a oferta salarial nos próximos dias, porém, o tempo de contrato pode emperrar um acordo. Enquanto os alvinegros desejam a renovação por um ano, Borges gostaria de assinar por duas temporadas.

Publicidade

Em paralelo a essa situação, o Santos também tenta acertar a permanência do outro centroavante do elenco, Alan Kardec, no clube. Emprestado pelo Benfica (Portugal), Kardec tem o seu vínculo se encerrando na metade deste ano. Na próxima semana, dirigentes do Peixe devem viajar para Lisboa visando discutir essa questão com os encarnados.

Publicidade