Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conmebol confirma jogo do Santos na próxima semana e surpreende Laor

O temor do técnico do Santos, Muricy Ramalho, se confirmou e a partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América, quando o Peixe irá visitar o Bolívar (Bolívia), foi marcada para a próxima quarta-feira, em La Paz. A diretoria santista tentou evitar que a Conmebol atendesse ao pedido das emissoras de televisão que detém os direitos de transmissão do torneio, mas não obteve sucesso nesta empreitada.

O presidente do clube, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, destacou durante entrevista em um evento realizado no início da tarde desta sexta, na Vila Belmiro, a sua surpresa com a antecipação do jogo, que deveria ocorrer somente na primeira semana de maio.

‘Era algo que não estava planejado e nós fomos surpreendidos com a posição da Conmebol ontem (quinta) à noite. Hoje de manhã também tentei mudar essa decisão, fiz de todo o possível. Mas eles alegaram uma questão técnica, de contrato entre as televisões que exigem uma cota de jogos do Santos e do Corinthians. Além disso, parece que, em virtude de uma lei no Equador, o jogo do Corinthians (contra o Emelec) não poderia ser antecipado, pois eles teriam dois times jogando lá no mesmo dia’, disse Luis Álvaro, visivelmente contrariado com a imposição da Conmebol.

Com a decisão de marcar o duelo com o Bolívar para a próxima quarta confirmada pela entidade que organiza a Libertadores, o Peixe agora sabe que terá uma verdadeira maratona pela frente.

Isto porque o Alvinegro Praiano joga contra o Mogi Mirim neste domingo, na Vila Belmiro, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, e três dias depois irá encarar a altitude de 3.660 metros de La Paz, contra o Bolívar. Além disso, caso derrote o Sapão, o Santos voltaria a campo no dia 28 ou 29 pelas semifinais do Paulistão.

‘Claro que não é a programação ideal, mas como o Santos é um time épico e para a gente, nada é simples, isso apenas nos fortalece. Esse é o lema do Santos. Ganhamos vários títulos em condições adversas e vamos procurar superar mais uma vez as dificuldades que venham a se colocar pelo nosso caminho’, encerrou o mandatário santista.