Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conmebol abre 8 vagas para Sul-Americana de 2012

Assunção, 24 nov (EFE).- A Copa Sul-Americana será disputada no ano que vem por 47 equipes depois que a Conmebol decidiu nesta quinta-feira abrir mais oito vagas no torneio, uma para cada uma das federações de Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

A determinação, divulgada em comunicado, foi adotada nesta quinta-feira durante a reunião do Comitê Executivo da Conmebol, realizada na sede do órgão, em Luque (Paraguai).

O aumento do número de vagas do torneio, que atualmente conta com 39 clubes, configura seis equipes para a Argentina, oito para o Brasil, e quatro para cada uma das associações de Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

O presidente da Associação Paraguaia de Futebol (APF), Juan Ángel Napout, que elogiou a decisão, disse que o aumento do número de vagas não deve ampliar o período de disputa dos jogos para não coincidir com os compromissos das seleções nacionais nas Eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2014.

A Conmebol também ressaltou que, na atual edição da Copa Sul-Americana, três das equipes semifinalistas, que podem conquistar o título, já estão classificados para a Taça Libertadores da América de 2012 por direito adquirido em seus torneios nacionais.

‘Vasco da Gama como campeão da Copa do Brasil, Universidad de Chile como ganhador do Torneio Apertura chileno e Vélez Sarsfield como ganhador do Apertura 2011 argentino. Caso algum deles vença a atual Sul-Americana, irá para a Libertadores mediante a vaga obtida em seus torneios nacionais’, explica a nota da Conmebol.

A Conmebol, que realizará nesta sexta-feira o sorteio dos grupos da Libertadores de 2012, fixou os dias 8, 9 e 10 de fevereiro do ano que vem para a realização de seu congresso extraordinário, no qual abordará o projeto de reforma do estatuto interno.

‘Uma das cláusulas a ser introduzida no novo estatuto se refere especificamente à não ingerência política nos assuntos do futebol associação nos dez países-membros’, destaca o comunicado. EFE