Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Conflito de patrocinadores pode deixar britânicos descalços no pódio

Por Da Redação 8 fev 2012, 10h18

Um conflito entre os patrocinadores do Comitê Olímpico Britânico e de alguns dos principais atletas do país pode fazer com que alguns dos esportistas locais subam descalços ao pódio dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, se eventualmente conquistarem medalhas na disputa. A possibilidade foi levantada pelo jornal britânico The Telepgraph.

A entidade é patrocinada pela Adidas e exige que os atletas utilizem uniformes oficiais em todos os eventos nos Jogos, inclusive a entrega de medalhas. Apoiados por outras empresas, como a Nike, os atletas não poderiam utilizar seus calçados durante as cerimônias.

Nas competições, os atletas precisam utilizar o uniforme oficial britânico, mas os tênis são considerados ‘equipamentos técnicos’ e por isso cada atleta tem o direito de escolher os seus. No pódio, no entanto, os produtos da Adidas seriam obrigatórios. Para não entrar em conflito com seus patrocinadores, já é cogitado que os atletas fiquem descalços para receberem as medalhas.

Entre os esportistas que podem adotar a medida estão o ciclista Mark Cavendish, que pode conquistar a primeira medalha da Grã-Bretanha em Londres-2012, o campeão mundial dos 5 mil metros Mo Farah e a recordista mundial da maratona Paula Radcliffe.

De acordo com a publicação britânica, o conflito de interesses existe desde os Jogos Olímpicos de Atenas-2004, quando foi criada a clausula no contrato dos atletas olímpicos, ressaltando a obrigatoriedade do uso do uniforme oficial. Nas últimas duas edições das Olimpíadas, entretanto, um ‘acordo de cavalheiros’, evitou problemas ao permitir que cada atleta utilizasse seus próprios calçados no pódio.

Continua após a publicidade
Publicidade