Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Como um trote em Felipão encerrou a novela Diego Costa

Depois de ser vítima de pegadinha, técnico confirma que vai chamar o jogador

“Se tivesse que entregar a lista para a Copa do Mundo hoje, o Diego Costa seria convocado. Levarei três atacantes. O primeiro da lista é o Fred, que está machucado, mas estará na Copa. O segundo é o Diego Costa”

O técnico Luiz Felipe Scolari confirmou na noite de quarta-feira que o atacante Diego Costa estará na próxima lista de convocados da seleção brasileira, que será anunciada no dia 31 de outubro. “Temos a intenção de convocá-lo para que se possa ter uma análise definitiva sobre esse atleta, que é brasileiro e está tendo um destaque bastante grande pelo Atlético de Madrid. Uma carta foi enviada à Fifa dizendo da nossa intenção. Vamos convocá-lo na próxima quinta-feira”, disse Felipão em entrevista à TV Globo. O técnico vinha fazendo mistério sobre o caso. Curiosamente, o que motivou sua declaração, aparentemente encerrando a novela em torno do futuro do atleta, foi um trote aplicado por um humorista de uma rádio espanhola. Horas antes de aparecer na Globo, Felipão caiu na pegadinha da emissora Cadena Cope e falou abertamente sobre o desejo de contar com Diego Costa, sobre a irritação com o assédio da federação espanhola sobre o atleta e até sobre a intenção de colocar o atacante como reserva imediato de Fred, deixando Jô, que tem feito muitos gols pela seleção, como uma incógnita na convocação para a Copa do Mundo.

Leia também:

Leia também: Copa, imigração e globalização – a escolha de Diego Costa

Em grande fase no Atlético de Madrid, Diego Costa – que tem dupla nacionalidade – é artilheiro do Campeonato Espanhol e atraiu o interesse do técnico Vicente del Bosque, que falava abertamente em chamá-lo para a seleção da Espanha. Felipão já dizia que acompanhava a situação de perto, mas evitava prometer publicamente a convocação. No trote telefônico divulgado pela rádio espanhola na quarta, o humorista se faz passar pelo presidente do Atlético de Madrid e consegue arrancar de Felipão tudo o que o treinador não queria dizer diante das câmeras. “Vou chamá-lo para os jogos dia 16 de novembro em Miami e do dia 19 em Toronto. Não falei com o jogador, mas falei com o Jorge Mendes”, disse Felipão, citando o empresário de Diego (Mendes também cuida da carreira do próprio técnico). “Chegaram relatos de que a seleção espanhola vai chamá-lo, mas é um caso a se estudar, pois ele já participou de dois amistosos com a nossa seleção.” O espanhol conseguiu antecipar até o planejamento de Felipão para 2014. “Se tivesse que entregar a lista para a Copa do Mundo hoje, o Diego Costa seria convocado. Levarei três atacantes. O primeiro da lista é o Fred, que está machucado, mas estará na Copa. O segundo é o Diego Costa e tenho que buscar um terceiro.”

Aos 25 anos, Diego Costa poderia defender a Espanha porque não disputou jogos oficiais pelo Brasil (apenas os amistosos em março, contra Rússia e Itália, quando foi chamado por Felipão). Depois que Vicente Del Bosque confirmou que planejava convocá-lo, a imprensa esportiva espanhola começou a fazer campanha para que Diego Costa escolhesse a equipe europeia. Na terça-feira, depois de marcar dois gols na vitória do Atlético de Madrid pela Liga dos Campeões da Europa, o atleta revelou que já tinha decidido por qual seleção jogará, mas não quis adiantar sua escolha. Agora, com o anúncio de Felipão, aumenta a chance de Diego permanecer na seleção brasileira – até porque o episódio da pegadinha revelou que Jorge Mendes está envolvido nas conversas. Muito próximo a Felipão, o agente português pode ter ajudado a convencer de vez o atleta. Na semana que vem, Felipão vai convocar a seleção para os dois últimos amistosos do ano, quando pretende fazer os testes definitivos para montar o grupo da Copa. Em 16 de novembro, o Brasil enfrentará Honduras nos Estados Unidos. Três dias depois, joga contra o Chile no Canadá. Diego Costa deverá ocupar a vaga que vinha sendo de Alexandre Pato, que fracassou em sua última chance com a seleção, no amistoso contra a Zâmbia, em Pequim.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

(Com Estadão Conteúdo)