Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Comitê Rio 2016 diz ter vendido R$ 2,4 bi em patrocínios

Valor será usado para pagar parte das contas do comitê, orçadas em R$ 7 bi

Por Da Redação 4 ago 2014, 16h40

O Comitê Rio 2016 anunciou nesta segunda-feira ter vendido até o momento 2,4 bilhões de reais em patrocínios para a organização dos Jogos Olímpicos. O valor representa cerca de 70% dos 3,5 bilhões de reais que a entidade espera arrecadar junto a empresas para pagar as contas do comitê, orçadas em 7 bilhões de reais. Pelo planejamento, metade dos recursos precisa vir de patrocínios, enquanto o restante será arrecadado com a venda de ingressos, serviços e doações do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Leia também:

Regata dirá se Rio conseguiu isolar veleiros da poluição

Tóquio quer mudar sedes de eventos de 2020 para reduzir custos

Gasto da Olimpíada no Rio passa a R$ 37,6 bi com novas obras

COB quer Brasil entre os dez melhores nos Jogos do Rio

Continua após a publicidade

O volume arrecadado até o momento é considerado positivo. Segundo Renato Ciuchini, diretor executivo comercial do Comitê Rio 2016, “quem não participou da Copa quer participar da Olimpíada”. Ele disse ainda que depois da Copa quatro novos patrocínios foram assinados e outros três estão sendo negociados.

Leia também:

‘Brasil dará prioridade absoluta à Olimpíada’, afirma COI

Rio inicia obras ‘simples’ em Deodoro por R$ 643 milhões

Mudança – No mesmo evento, Marcus Vinicius Freire, superintendente executivo de Esportes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), disse que a mudança do nome da entidade para Comitê Olímpico do Brasil ocorre, por enquanto, apenas somente na marca – “no nome fantasia”. “Fizemos uma pesquisa e o torcedor se acha bem mais próximo da palavra ‘Brasil’ do que da palavra ‘brasileiro’ “, afirmou Marcus Vinicius. “Fizemos outra pesquisa, de neurolinguística, e a nossa marca, das várias que testamos, a que mais atraiu é o nome do Brasil.” A mudança de nome deverá ser oficializada até a Olimpíada.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade